Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de 2016

Rir é o melhor remédio

Poderia começar este post com "Era uma vez" e escrever uma espécie de história com uma moral por trás mas isto não é uma história dos livros, é uma realidade do meu namorado. O meu namorado usa lentes de contacto desde que o conheço e óculos apenas à noite quando está em casa. Acontece que no início deste semana começou a queixar-se que tinha uma espécie de picadas num dos olhos. Foi ao médico e o médico disse-lhe para deixar as lentes por uns dias e andar só com os óculos.  Acontece que no início desta semana o cão roeu-lhe a armação dos óculos e partiu uma das lentes. Assim sendo, não há óculos para ninguém, as lentes não pode usar e na loja ainda demora uns dias até chegarem os novos óculos. Conclusão: ontem quando ao fim da tarde saiu comigo veio sem lentes. Eu estar toda arranjadinha ou de pijama era a mesma coisa se eu me mantivesse sempre a um metro e meio de distância dele. O coitado, ao perto vê tudo, o que deve e o que não deve (mesmo sem lentes conseguiu encontra…

Jantares de Natal

E queixava-me eu que os almoços e jantares de Natal eram mais do que muitos. Nem eu sabia o que me esperava esta semana...  Hoje é o único dia desta semana em que janto em casa. Segunda-feira mal tive tempo de jantar, ontem jantar de despedida da amiga que mora em Paris e que veio passar o Natal a Portugal, amanhã jantar de aniversário de outro amigo, sexta-feira jantar de inauguração da nova casa de outro casal amigo e sábado é passagem de ano e aniversário da minha irmã. Ainda bem que a balança cá de casa avariou (já quase à dois meses mas eu não lhe dou muita confiança)!

Saldos

Só para avisar as mais desatentas que faltam poucas horas para começar os saldos. À meia noite já podem entupir os sites das marcas e amanhã de manhã já podem correr para as lojas. Mas preparem-se porque a guerra vai começar. Vistam a vossa melhor armadura, calcem as botas de biqueira de aço e siga para o shopping mais perto que eu amanhã vou tranquilamente trabalhar (quiçá, na loucura, ao fim do trabalho vá até às lojas de rua passear um pouco).

Prevenir depois dos 30

Depois dos trinta há cuidados que tem de ser redobrados e os cuidados com a pele merecem atenção máxima. Infelizmente nem sempre me lembro disso mas na hora de comprar os cremes já começa a ser uma preocupação adaptar os cremes à idade da pele. É o caso da minha nova máscara de tratamento intensivo adequada para combater as primeiras rugas. Esta máscara é da Oriflame e tenho gostado bastante de a usar. Tenho usado duas vezes por semana e fico com a pele super macia (só é pena não ter a pele assim todos os dias...). Posso não ter os cuidados diários mais adequados mas ao menos sei que quando os tenho uso os produtos certos.

Tão bom que é... já foi!

Todos os anos é a mesma coisa: tanto tempo à espera do Natal e depois parece que ele nos foge entre os dedos das mãos. Este ano foi ainda particularmente mais grave porque como foi ao fim-de-semana a pausa para esta quadra foram mesmo só dois dias. Ontem já foi dia de regressar o trabalho e mentalizar-me que a época mágica do ano já se foi.  Resta de consolo saber que para o próximo fim-de-semana há mais com o acréscimo de, para além de passagem de ano, ser o aniversário da minha irmã. E eu estou a contar os dias para chegar o dia. Estou a contar as horas para lhe dar a prenda de aniversário. E ela vai gostar tanto... Eu sei. Conheço-a bem de mais para saber que vai delirar. E ela nem por sombras desconfia que finalmente vai concretizar um sonho de há muitos anos!

Feliz Natal

Que esta quadra seja muito feliz para todos vocês. Deixem as redes sociais de lado por estes dias e desfrutem dos vossos. Recarreguem o saco dos afetos e sejam felizes. 
**

Objeto de desejo da semana

Em contagem decrescente... para o calor!

Para os mais desatentos ou para quem nem o frio polar que se faz sentir tenha avivado a memória, estamos oficialmente no Inverno. O dia mais curto do ano é hoje. Significa isto que a partir de hoje já estamos em contagem decrescente para a chegada dos dias grandes! E quentes! A partir de hoje é sempre a melhorar.

Embrulhos de Natal

Presentes todos embrulhados. Mais de duas horas à volta dos embrulhos mas, modéstia à parte ficaram bonitos! Aproveitei algum material que tinha cá por casa e apenas comprei o papel (o da imagem). Depois foi só dar aso à imaginação, pôr em prática algumas ideias que já tinha visto na Internet e embrulhar tudo. O mais difícil agora vai ser esperar até à noite de Natal para distribuir todos os presentes (que nesta coisa dos presentes eu sou pior que as crianças e por mim distribuía-os já todos hoje!).

Side Effects

Como é que eu tinha deixado escapar este filme quando ele saiu? O filme é de 2013 e eu só agora é que o vi. Para muitas pessoas este filme pode não ser nada de especial, mas para mim que lido com a doença mental, que lido diariamente com estas questões do foro psicológico este filme é muito interessante. 
Perceber que a doença mental também pode ser "usada" em benefício próprio quando se simulam sintomas, perceber que a informação nas mãos da pessoa errada pode ser uma arma poderosíssima, perceber que o diagnóstico e o rótulo associado tem um peso tremendo. 
Para quem se interessar por estes assuntos, fica a sugestão deste filme. Já que nos próximos dias muitos de vocês vão estar a vegetar no sofá a ver o Sozinho em Casa pela milésima vez, fica aqui uma alternativa (nada natalícia mas muito interessante).

Observações no trânsito

Gosto de pessoas bem-dispostas no trânsito. Gosto quando as pessoas agradecem alguma manobra com um sorriso alargado. Gosto quando as pessoas agradecem alguma coisa sem ser com ar de frete ou com aquele erguer de mão automático sem sequer olhar para a pessoa que parou para eles entrarem ou que lhes facilitou alguma manobra sem terem que o fazer.  Aquelas pessoas que se metem à estrada a achar que é tudo deles ou que olham para nós com cara de quem foi às Finanças e não gostou dá-me vontade de ter na mão um tanque de guerra e passar-lhes por cima... Acho que estou a ficar muito agressiva nas palavras. Deve ser do avançar do dia. Ou então da fome.

Tempo... ou a falta dele...

Sabem aquelas alturas em que vocês para conseguirem fazer tudo o que querem, para conseguir estar com todas as pessoas que querem, para poder fazer o vosso trabalho com profissionalismo e para não abdicar do tempo de lazer roubam tempo à cama e depois andam a cair de sono o dia todo e a sonhar com a hora de se estenderem na cama? Deitarem-se e saber que, muitas das vezes, em menos de 5 horas estão novamente a pé? Estou nessa fase, de muito bem com a vida mas de muito mal com a cama. Precisava de tirar uns dias para fazer rigorosamente nada. Nem consigo apreciar como deve ser esta época de Natal, as luzes, as cores, as músicas desta época. Ainda nem tive tempo sequer de ir ver a árvore de Natal da minha cidade. Mas dou graças a todos os santinhos por já ter despachado as prendas todas de Natal e não ter um colapso nervoso só de pensar em enfiar-me num centro comercial nos próximos dias.

Choque de gerações

Ontem o meu afilhado mais velho fez anos. 15 anos... Quanto mais ele cresce mais eu tenho consciência que já não sou uma criança. Mas isso agora não é assunto para aqui chamado! Ontem, no aniversário do meu afilhado mais velho, no meio de tanta conversa, lá fomos ter ao tema recorrente: futebol. Conversa para aqui, conversa para ali até que me sai a frase "O Mantorras é que era!", ao qual o meu afilhado responde de imediato "Mantorras! Que Mantorras? O cantor?"  Depois de quase o fuzilar só com o olhar devido ao ultraje de tal pergunta face a uma Benfiquista lá lhe expliquei que o Mantorras foi uma lenda do Benfica. E ele, muito indignado, contínua "Oh madrinha, mas tu não sabes quem é o Mantorras músico? Toda a gente sabe quem é o Mantorras!". Claro que toda a gente sabe quem é o Mantorras! O Pedro Mantorras do Benfica.  Depois parei e comecei a fazer contas... No ano em que o Mantorras foi para o Benfica foi o ano em que o meu afilhado nasceu... já lá …

Jantares de Natal

E acabo agora de saber que esta semana tenho mais um jantar de Natal, de trabalho. Para além do almoço de Natal que tenho amanhã e dos dois jantares de aniversário esta semana, tenho mais um jantar de Natal! É o que faz trabalhar em mais do que um sítio. Chega-se a esta altura do ano e entre jantares de amigos, jantares de família, jantares de aniversário e jantares de trabalho não há agenda que chegue para tanta vida social. Nem agenda nem criatividade para não ir sempre aos mesmos sítios. Ao menos, no meio de tanto jantar, que seja em sítios diferentes para quebrar a rotina.

Dilemeas no feminino

É sempre a mesma coisa: tanta roupa e nada para vestir. Preciso urgentemente de comprar roupa, sobretudo "partes de cima"!
Perco mais tempo a pensar (e a inventar) como conjugar as peças de sempre do que a fazer tudo o resto. No entanto, o guarda-roupa está cheio... Há aqui alguma coisa que não bate certo. Se calhar estou a precisar de fazer uma arrumação profunda ao guarda-roupa e desprender-me de muitos "monos" que estão aqui só a ocupar espaço e a dificultar a minha vida de manhã.

A história da correria pela agenda amarela

Sempre gostei de agendas, mas não é qualquer agenda que me enche as medidas. Escolher uma agenda para o ano seguinte é uma tarefa criteriosa e morosa (por vezes difícil). Este ano não foi diferente.  Em Novembro comecei a procura pela agenda perfeita. Corri os sítios do costume e pr´ai no terceiro sítio onde fui à procura de agendas bati com o olho nesta agenda. Mas... e há sempre um mas... a agenda estava estragada e só havia aquela. Recusei-me a vir com outra. Depois de ter visto esta, todas as outras ficavam aquém daquilo que eu já tinha inconscientemente escolhido.  Não resignada, nos dias seguintes fui a mais outras 4 ou 5 lojas diferentes à procura desta agenda. Depois de tanta procura nas lojas e nos sites, encontrei a agenda no Jumbo. Um único exemplar lá pousado naquele amontoado de agendas e eu a dar pulinhos de contentamento. Mas... e há sempre um mas, quando peguei na agenda vi que tinha a lombada e a contra-capa estragadas e sujas (devia ter desconfiado estar lá um único…

O melhor sushi de sempre - Cosy

Ontem fui experimentar um restaurante novo de sushi (novo para mim porque já existe há mais de dois anos, na cidade de Braga). Num edifício icónico da cidade, o restaurante prima por um espaço elegante, recatado e comida de excelente qualidade. Se dúvidas houvessem quanto à minha escolha sobre o sítio de ontem para jantar, dissiparam-se assim que abri a porta do Cosy. Um ambiente super acolhedor, funcionários de uma simpatia e competência extremas e depois um sushi de ir ao céu. Eu que já perdi a conta aos restaurantes de sushi que fui, eu que já corri várias cidades só para ir experimentar mais um restaurante de sushi posso dizer-vos que ontem entrei num dos melhores.

Começou logo por uma sangria deliciosa ao qual se seguiu das melhores sopas miso que comi até hoje. E se eu até sou daquelas pessoas que adora sopa miso e não sou esquisita, o namorado raramente come a sopa. Mas ontem, assim que insisti com ele para provar a sopa pediu de imediato uma para ele (que sopa tãaaaao boa! Be…

Ser zen na cozinha

Curiosa para experimentar se este truque realmente funciona. Se funcionar, é capaz de ser o melhor truque dos últimos tempos. Se há ovos em que a casca até sai bem, há outros que ainda nem a meio vou e já estou com vontade de os esborrachar contra a parede da cozinha. Metade do ovo vem junto à casca e arruina a estética e a paciência de qualquer um.  Levar um ovo cozido para o prato que parece que já andou numa luta feroz com um gato enraivecido não é propriamente o conceito que eu tenho "os olhos comem primeiro que a boca".

As coisas que a minha irmã me manda para o facebook enquanto eu trabalho

Se estiverem entediadas, podem espreitar AQUI para animar o vosso dia. 
Tem animais muito fofinhos...

Harlem Gospel Choir

Na semana passada, no feriado de quinta-feira aproveitei para ver na magnífica sala de espetáculos de Braga - Theatro Circo - os Harlem Gospel Choir. Pela oitava vez no nosso pais, o grupo está em digressão por algumas salas de Portugal. Se tiverem oportunidade vejam. A qualidade é inegável e a segunda parte do espetáculo é com músicas conhecidas de todos (como é exemplo alguns dos êxitos da Adele), mas com uma sonoridade diferente. É uma hora e meia muito bem passada e 5€ do bilhete revertem para uma associação que o grupo tem vindo a apoiar.

Quando a chuva passa a ter piada

Mal vi ISTO imaginei logo o meu Boguinhas com uma coisa destas, todo alegre e contente a passear à chuva. Ou então não... que ele gosta de apanhar com água em cima e sempre que está a chover ao invés de se abrigar põe-se à chuva.

Aliados

Eu não fui daquelas pessoas que entrou em modo fim-de-semana na quarta-feira à noite. Ontem trabalhou-se o dia todo mas isso não me impediu de sair na quarta-feira à noite ou de aproveitar o feriado de quinta-feira até aos últimos minutos. Deu tempo para ir ao cinema, deu tempo para passear, deu tempo para ir ver um espetáculo de música e chegar ao fim do dia morta de cansaço.
Mas voltemos ao cinema. Já muito se falou deste filme (a Jolie já não deve poder ouvir falar dele e a Jeniffer Aniston deve ter adorado o filme) mas cusquices à parte o filme está brutal! Quando dois excelentes atores se juntam num filme que tem como pano de fundo a segunda guerra mundial só podia resultar numa obra de arte.
Que linda história de amor, que excelentes interpretações, que filme fantástico. Nem me vou pôr aqui a dizer que partes é que gostei mais ou a tecer comentários à história porque tenho medo de ser spoiler. Vejam o trailer e corram para o cinema mais próximo porque o filme vale muito a pena.

New in - Batom The One (Oriflame)

Porque batons nunca são de mais e nestas cores claras e neutras são sempre uma boa aposta. A minha mais recente aquisição foi o batom Pink Cloud - The One da Oriflame que para além de dar cor hidrata também os lábios. Não é muito pigmentado mas sente-se os lábios hidratados, o batom não "racha" ao longo do dia e é uma cor que fica bem com tudo.



Batom The One - Oriflame Pink Cloud nr.º 32712

O peso dos 30´s

Ontem tive uma festa de aniversário de crianças. A festa foi no final do dia e acabou (pelo menos para mim que fui das primeiras a abandonar) perto da meia noite. Quando cheguei a casa ainda tive de preparar umas coisas para o dia de hoje. Dormi pouco mais de 5 horas e hoje às sete já estava novamente a pé.  Se outrora o excesso de sono que pudesse existir nas primeiras horas da manhã se ia embora com um ou dois cafés, hoje em dia a coisa já não é bem assim... Já me ando a arrastar de um lado para o outro, a cabeça já fica pesada, os olhos parece que picam e que tem vida própria e os pensamentos são constantemente invadidos por imagens de sofás, camas e mantinhas quentinhas e aconchegantes.  Eu que sempre fui habituada a lidar com noites mal dormidas (malditas insónias) ou com poucas horas de sono, hoje em dia a coisa está a tornar-se mais difícil. Hoje em dia já faço as contas ao número de horas que vou dormir quando me falam em fazer qualquer coisa à noite (e não precisa de ser &qu…

Ver o copo meio cheio

Posso não ter nem metade das compras de Natal tratadas mas já comprei doze metros de um papel de embrulho todo bonito para as embrulhar a todas (mesmo as que ainda não comprei!).

Vou marcar uma consulta com o Freud

Devo mesmo estar a precisar de viajar. Se a semana passada sonhei que estava de viajem por Nova York com os amigos, este fim-de-semana sonhei que estava pelo Japão. Se isto não é o meu inconsciente a dar-me pistas de uma necessidade urgente então não sei como interpretar isto!

Assunto: prendas de Natal

Sexta-feira, tal como toda a gente sabe (e mesmo quem não sabia rapidamente se deve ter apercebido) foi a Black-Friday e eu, como não trabalhei de manhã, aproveitei para ver se começava já a despachar algumas prendas de Natal. Começo a ver o Natal a aproximar-se a passos largos e eu não tinha ainda nada comprado. Muni-me da coragem que é necessária para este assunto e atirei-me com toda a força e empenho ao Centro Comercial do costume (acho que não fui corajosa o suficiente porque quando me aproximei da Zara e vi que a fila dava a volta à loja e chegava à porta não tive coragem (nem vontade!) de pôr os pés lá dentro).  Mas isto para dizer o quê: que na sexta-feira já aviei alguns presentes de Natal. O do namorado já está resolvido, o da mãe e irmã do namorado também, o da minha irmã, os dois do meu pai (Natal e aniversário), um para uma amiga (para aniversário), e o do afilhado mais velho (para o aniversário). Estava eu toda contente a pensar que estava bem encaminhada quando começo …

Objeto de desejo da semana

Swarovski
Simples, elegantes e versáteis. O difícil é mesmo escolher.

Christmas tree

Quando uma amiga tua que não liga nada a enfeites nem decorações de Natal te diz que já montou a árvore de Natal à quase 15 dias é sinal que estás a procrastinar no assunto. Hoje tive a noção que falta apenas um mês para o Natal e que eu tenho zero presentes comprados (muitos deles nem faço ainda a mínima ideia do que vou comprar) e em casa não há sinais de Natal. Eu que adoro esta época, eu que ando a contar os dias para o Natal e para espalhar o espírito natalício pela casa ainda não tive tempo de tratar de nada relacionado com este assunto. Chega a esta altura do ano e é sempre um boom de trabalho que me impede de gozar a doçura e o calor do Natal. Mas no fim-de-semana vou arregaçar as mangas e tratar do assunto (e amanhã na Black Friday ver se adianto já alguns presentes).

Desmancha-prazeres

Já é mau acordar de manhã cedo e sair da cama. Pior é ser acordada pelo despertador quando se está a sonhar que se está em viagem por Nova York com os amigos! Se é para ficar ougada prefiro que o sonho fique lá no inconsciente e que eu, inconscientemente, fique muito feliz quando acordo, mesmo que não saiba porquê.

Os anos dourados de estudante universitária

Esta semana voltei à Universidade. À "minha" universidade. Só que desta vez não foi para estudar mas por motivos de trabalho. E nas duas vezes que estive lá fui-me cruzando com vários grupos de estudantes que estavam em praxe. Sem nunca parar, mas também sem acelerar o passo, fui deitando um ouvido àquilo que os diferentes grupos iam cantarolando ou gritando a plenos pulmões por ordem de algum "superior". E digo-vos que os meus ouvidos já estavam esquecidos de tais cantarolas de teor duvidoso (e com letras que metem a Rosinha ou o Quim Barreiros num bolso). Ouvi cada preciosidade que me fez rir enquanto andava sozinha. Ouvi frases que me fizeram lembrar os famosos piropos associados aos senhores das obras. E digo-vos que bateu a saudade... não a saudade de ser praxada ou de praxar (até porque praxei muito pouco. Havia coisas mais interessantes e úteis a fazer) mas saudade de estudar, de voltar àquela universidade, de sentir aquela adrenalina dos prazos, dos exames…

De cara feia com esta gripe

Ontem pus-me a olhar para a minha agenda até ao final do ano e a coisa está agradavelmente caótica. Significa isto que está cheia de trabalho e isto, para quem trabalha como freelancer é sempre uma excelente perspectiva. O que não é assim tão positivo é a gripe que me atacou em força desde ontem. Agora que eu precisava de todas as forças para chegar até ao final do ano sã e salva, de preferência com alguns fusíveis a funcionar em pleno é que sou atacada por esta maldita gripe. Caso para dizer "não havia necessidade!".

Black Friday

Dizem que o Black Friday está quase ai. E o Natal também está quase aí por isso acho que me vou munir de paciência e atacar o shopping nesse dia para ver se despacho já algumas prendas de Natal e ao mesmo tempo poupar uns trocos (quem sabe assim, com o que poupo nas prendas dos outros possa comprar uma prendinha para mim... ah ah ah.). Atendendo a algumas compras que já fiz neste dia em anos anteriores, há alguma expectativa para ver o que encontro (e para saber quais as lojas que aderem).

Stirrup Trouser

Dizem que estão na moda. E eu acho medonho! Já achava há mais de 20 anos atrás quando isto se usava e a minha mãe teimava em convencer-me que isto era uma peça prática e confortável. Mais de 20 anos depois continuo a achar isto medonho: uma espécie de meia-calça só com um calcanhar ou então uma espécie de leggings (que por si só já não são grande coisa) que tem uma meia incorporada. Há peças que não se percebem e esta é uma delas.

Mais um ano e o problema mantêm-se.

Tendo em conta o cenário dos anos anteriores, em que chego ao fim do ano e ando aflita à procura de uma agenda, talvez estivesse na altura de começar a procurar a agenda para 2017. Mas depois começo a pensar que se calhar só lá para Dezembro é que as lojas vão ser invadidas com agendas, que se compro já depois ainda vejo uma mais bonita e funcional e depois arrependo-me de já ter comprado, que ainda falta muito até chegar o novo ano e bla bla bla...  Para muitos a escolha de uma agenda pode ser igual a ir ao supermercado comprar batatas (ou quiçá, ainda mais simples do que comprar batatas) mas para mim é um processo moroso e, por vezes difícil. Não gosto de agendas muito grandes mas preciso de agendas que tenham um dia por página, gosto de agendas com capas bonitas mas ao mesmo tempo que sejam de capa dura, gosto de agendas que sejam funcionais mas não gosto de dar um dinheirão por uma agenda que no ano seguinte vai para o lixo (dar 20/25€ por uma agenda para mim parece-me um absurdo…

Viajar, viajar, viajar

Por aqui já se pensa em qual será o próximo destino de férias do próximo ano. O país já está escolhido, as cidades possíveis também já estão pensadas (só falta decidir se vamos mais para este ou para oeste), o mês também, agora é esperar para ver se dá para conciliar a agenda de 6 pessoas para conseguirmos ir todos juntos. E se conseguirmos vai ser tão bom. Uma viagem com pessoas que tanto gosto, pessoas bem dispostas, pessoas tão diferentes mas com um gosto tão comum: viajar. E eu, para além do Natal, já só penso na próxima viagem.

Que rico serão

O dia chegou ao fim - estender na cama, apagar as luzes e ver séries no computador. Tão bom.
Boa noite.

New in - All Star Chuck Taylor

Eu que passei anos sem comprar sapatilhas, eu que não via outra utilidade para este tipo de calçado que não o desporto, eu que não me perdia por estas coisas dou comigo a gostar cada vez mais de sapatilhas. Acho que com a idade começamos a perceber que o conforto se sobrepõe a muitas coisas. Este ano já comprei dois pares e ainda estou com as Adidas Gazelle no pensamento.
No meu trabalho, em algumas situações tenho de usar um estilo mais formal e nem sempre é conveniente ir de sapatilhas mas fora do trabalho, sou cada vez mais adepta deste conforto.  A minha última aquisição foram estas lindonas - All Star Chuck Taylor.





Já há muito que andava com a ideia de comprar umas All Star. Já tinha tido umas na minha infância e por mais anos que passem continuam sempre atuais, por isso estava inclinada em apostar nas clássicas, com uma cor "usável" com a maioria da roupa (tipo azul marinho, branco, bege, cinza...) mas depois vi estas e a ideia inicial foi-se à vida. Para me ajudar na…

Instagram

Blogs que leio