Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens com a etiqueta viagens

E então, que tal Amesterdão?

Amesterdão é uma cidade bonita, acolhedora e diferente. Diferente da maioria das grandes cidades europeias por onde já passei mas muito igual entre ela. A maioria das ruas são iguais dando a sensação de deja vú a cada virar da esquina. É uma cidade descomplexada, liberal e relaxada. Uma cidade onde a chuva não preocupa as pessoas, onde os animais de estimação vivem em sintonia na maioria dos sítios, onde a cor preenche as ruas e a arquitetura geometricamente imperfeita de muitas das casas marca o panorâma. Uma cidade onde é obrigatório andar de bicicleta, passear de barco pelos canais, andar sem destino pelas diferentes pontes e apreciar a vida calma daquelas pessoas. Foram 5 dias de descoberta, de muitos quilómetros a pé, de muitas gargalhadas e também muitas fotografias. Quanto à gastronomia, tirando as fabulosas lojas de queijo e os fantásticos waffles, é uma gastronomia pobre se comparada com Itália, Espanha, França ou, à nossa maravilhosa comida portuguesa.  Deixo-vos, para já, …

Retomar no pós-férias

As férias já lá vão. Cheguei no Sábado e desde então ainda não parei. Fui do aeroporto diretamente para Santa Maria da Feira para ver o meu Benfica a jogar (cheguei a casa já de madrugada), trabalhei domingo o dia todo, trabalhei ontem até às tantas e hoje será a mesma coisa. Devia ser proibido entrar a matar depois das férias.  Depois das férias o que uma pessoa precisa é de um dia ou dois em casa a vegetar sem nada para fazer, a aproveitar o estado zen e a desfrutar daquilo que se traz na bagagem após mais uma viagem. Mas não, entrei logo a mil e estou aqui a ressacar por (mais) um dia de descanso.

Fora por uns dias

Para conhecer mais uma nova cidade.
Feeeeerias!

Mania das listas

Sou, efetivamente, uma pessoa que adora fazer lista só pelo prazer de ir riscando à medida que as coisas vão sendo feitas e para me certificar que não me esqueço de nada. Sou perfecionista e detesto perceber que me esqueci de alguma coisa por pura distração ou desatenção. Até quando vou de viagem gosto de fazer uma lista sobre o que devo levar na mala. E como detesto (cada vez mais) fazer malas, a lista sempre me dá alguma leveza na tarefa (e o prazer de ir riscando coisas à medida que vou metendo as coisas na mala).  Agora toca a ganhar alento e fazer a mala para amanhã descolar para mais uma viagem.

A uma semana de conhecer mais uma cidade

Já falta pouco!
Em pulgas para ir conhecer a terra das tulipas, das bicicletas, dos muffins de erva, de Red Light district, das panquecas e da tarte de maçã, das pontes e dos canais e de mais uma série de coisas que espero vir a descobrir.

Falta pouco mais de 15 dias...

Para as primeiras férias do ano. Oh yeahhh
Amesterdão, ai vamos nós!
Se tiverem dicas de sítios a não perder, coisas a evitar, onde comer e mais o que se possam lembrar para umas férias memoráveis, todas as dicas são bem vindas. Não são muitos dias mas serão aproveitados certamente com toda a intensidade.

Vou marcar uma consulta com o Freud

Devo mesmo estar a precisar de viajar. Se a semana passada sonhei que estava de viajem por Nova York com os amigos, este fim-de-semana sonhei que estava pelo Japão. Se isto não é o meu inconsciente a dar-me pistas de uma necessidade urgente então não sei como interpretar isto!

Viajar, viajar, viajar

Por aqui já se pensa em qual será o próximo destino de férias do próximo ano. O país já está escolhido, as cidades possíveis também já estão pensadas (só falta decidir se vamos mais para este ou para oeste), o mês também, agora é esperar para ver se dá para conciliar a agenda de 6 pessoas para conseguirmos ir todos juntos. E se conseguirmos vai ser tão bom. Uma viagem com pessoas que tanto gosto, pessoas bem dispostas, pessoas tão diferentes mas com um gosto tão comum: viajar. E eu, para além do Natal, já só penso na próxima viagem.

Inferno

Aqui está o exemplo do que é um livro bem adaptado ao cinema. Já tinha lido o livro o ano passado e adorei (aliás, como quase todos do Dan Brown) e por isso queria muito ver como ia ser o filme. Já estava com saudades de ver o professor Langdon em ação.
No geral o filme é fiel ao livro com uma grande excepção em relação ao vírus. Mas não vou estar aqui a desvendar pormenores da história. Isso deixo para quem for ver. Só dizer-vos que vale muito a pena irem ver este filme ao cinema, e maravilharem-se com as paisagens de Florença. Passei grande parte do filme a relembrar os sítios por onde andei quando fui a Florença o ano passado. O jardim Boboli, a catedral de Santa Maria del Fiore, o Palazzo Vecchio, a Piazza della Signoria, a Ponte Vecchio (os gelados maravilhosos!) e outros tantos espaços.

E sem estarem a contar, acabam por fazer uma viagem na vossa própria memória das viagens numa simples ida ao cinema.

Viajar é ficar mais rica

Estava aqui a ver a lista dos dez museus mais visitados do mundo no ano de 2015 e de todos, já visitei seis. Não está mal para quem ainda não foi além da Europa.

Eu em versão tripadvisor

Em conversa com uma amiga que vai passar uns dias com o marido para o sossego de Chaves começo eu a sugerir lugares para ir enquanto lá estiver - onde ir comer os melhores pastéis de Chaves, onde ir jantar, o que visitar e mais não sei o quê. Observação dela face ao meu entusiasmo e às minhas dicas "tu e a comida... és um bom tripadvisor". De facto adoro conhecer outras cidades, adoro igualmente conhecer os restaurantes e a gastronomia dessas cidades, os roteiros e os pontos de referência... aproveitar ao máximo aquilo que eu não conheço.  Se eu fosse assim muito, muito muito rica fazia vida só a viajar. Não ter morada, só carimbos no passaporte, sempre de um lado para o outro, tipo formiguinha a meter-se em tudo o que é buraquinho para descobrir a novidade. E a comer, a comer muito bem tudo o que ainda não provei, tudo o que nem imagino sequer existir. Como eu era feliz assim.

De Lili & Companhia Gourmet

As minhas férias de verão este ano foram passadas em Portugal, pela zona Norte, numa espécie de "vá para fora cá dentro". Começaram com oito dias de praia e depois seguiram-se destinos de cidade e de montanha. A maioria dos sítios já conhecia mas não me canso de os visitar. Nesta minha incursão pelo Norte do nosso país, e atendendo a que muitos dos sítios que visitei já os conhecia, aproveitei para conhecer melhor outra coisa que muito me apraz quando estou numa cidade que não a minha - a gastronomia e os restaurantes/pastelarias mais falados. Posso dizer-vos que fui muito feliz em muitos sítios diferentes, gastronomicamente falando.

O primeiro sítio que vos quero falar, e que para muitos de vocês não será novidade nenhuma porque a casa já tem uns bons anos é a loja gourmet "De Lili & Companhia", que fica em Esposende. Fui lá especificamente para comer os pasteis de chila, tão característicos na zona (em Fão também tem uma casa com uns muito bons). Mas não pen…

Um dia de férias em que nada correu como planeado.

Há dias em que uma pessoa se questiona se devia ter saído de casa. A semana passada, e para aproveitar os últimos dias de férias, os dias foram quase todos preenchidos. Em cada dia foi uma cidade diferente, uma espécie de "vá para fora cá dentro", conhecer o que está perto e as paisagens lindíssimas que o nosso Portugal nos oferece. Num desses dias fui mais o namorado e o cão até à Serra de Fafe para visitar a casa do Penedo. Uma casa emblemática construída entre quatro penedos, no meio do nada, no sossego da serra e que é um ponto de paragem obrigatória nesta cidade.  Combinamos uma hora para sair de casa e à hora marcada lá estávamos nós a meter a morada no GPS. E ai começou o nosso (primeiro!) problema... encontramos diferentes moradas na internet e as coordenadas que lá apareciam mandavam-nos para uma viagem de mais de 1800 km lá para os lados de França. Depois de quase meia hora de pesquisa lá encontramos uma morada que nos pareceu fiável e metemo-nos ao caminho. Até F…

Férias em versão tasqueira comilona

As férias estão quase a acabar mas enquanto não acabam tenho aproveitado para conhecer sítios magníficos, revisitar outros e conhecer novos restaurantes, pastelarias e esplanadas. Como eu adoro conhecer sítios novos para se comer, saborear a gastronomia tradicional e perceber que estas diferenças contribuem para fazer do nosso Portugal um pais ainda mais bonito e encantador. E que bem que se come no nosso pais.
Aquela ideia de "quanto mais viajo lá fora mais gosto do que vejo cá dentro" no que toca à gastronomia é tão mas tão verdade... Poucos são os sítios onde se come tão bem como no nosso cantinho.

Portugueses pelo munho

Recomeça hoje um dos programas que eu mais gosto de ver na nossa televisão. Um programa que me faz admirar aquelas pessoas mesmo sem as conhecer de lado nenhum, um programa que me deixa sempre com o bichinho de ir conhecer o mundo, o programa que me confirma que em cada canto do mundo há sempre um Português. Por outro lado é também o programa que me faz lembrar daqueles que tiveram de ir para fora e para muito longe na maioria das vezes para conseguir aquilo que no nosso país não conseguem - a realização profissional. Ou em muitos casos apenas para arranjar um trabalho porque no nosso país não encontraram a resposta para os seus sonhos. Recomeça hoje o programa "Portugueses pelo mundo" (na RTP1) e eu vou estar colada à frente da televisão para ver.

De regresso

Novamente em terras lusas, É bom sair do país mas é ainda melhor regressar. Sabe tão bem sairmos à aventura e ao desconhecido e depois voltar ao aconchego do nosso país e dos nossos. Desta vez foi uma viagem diferente. Uma espécie de mini road trip  pela Alemanha que nos permitiu conhecer sete cidades. E fiquei tão impressionada e agradada com a Alemanha. Contrariou muitas ideias erradas que eu tinha da Alemanha. Mas isso deixarei para um noutro posto onde vos contarei tudo.

Alemanha ai vou eu

Amanhã por esta hora já estarei em terras de Angela Merkel. Quatro pessoas, um carro, uma mini road trip por 4 cidades em sete dias. As malas estão feitas (o dilema do costume a acabar comigo sentada em cima da mala para a tentar fechar). Que venha a aventura!

Roma e Florença

E como prometido aqui e aqui, aqui estão as fotos das últimas férias em Roma (clicar nas imagens para ver em ponto maior) e algumas considerações para quem estiver a pensar lá ir. Eu fui quase no início do Verão, e apanhei temperaturas sempre acima dos 30º graus. Um calor quase tropical, com os fins de tarde quase sempre com uns minutos de chuva intensa para refrescar o tempo e que sabiam pela vida. Uma coisa muito boa que tem em Roma para os dias quentes, são as inúmeras fontes espalhadas pela cidade com água potável e super fresca.

Quanto ao trânsito, é um bocado caótico e confuso por isso optamos pelos transportes públicos, também eles um pouco caóticos em determinadas linhas/horas. Houve alturas em que quando o metro chegava à estação achava eu que não ia conseguir entrar mais ninguém e ainda entrava mais uma multidão. Aprendi um novo conceito de sardinha enlatada e aprendi também a não respirar pelo nariz dentro do metro (a mistura de "cheiros" em dias de calor com o m…

Instagram

Blogs que leio