Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens com a etiqueta viagens

De regresso

Depois de uma semana atípica, em que festejei o meu aniversário e estive, depois, uns dias de férias por Lisboa, esta segunda-feira nem custa tanto. O sair das nossas rotinas e dos nossos lugares, nem que seja só para ir ali, ao virar da esquina, e rever certos lugares faz bem à alma, muito bem! E soube-me tão bem estar "desligada" por uns dias, perder-me pelas ruas de Lisboa, ao meu ritmo, revisitar o encanto Lisboeta.









O meu facebook às vezes deprime-me

O meu facebook nestes últimos dias dá-me nervos. Sempre que o abro, aparecem aquelas memórias do que estávamos a fazer em anos anteriores, por esta altura do ano. Então o cenário é mais ou menos o seguinte:
- Há 1 ano atrás, por esta altura, mais coisa menos coisa, estava a publicar fotos da viagem feita em Março a Amesterdão. - Há 2 anos atrás, por esta altura, mais coisa menos coisa, estava a pôr fotos da viagem de Março à Alemanha (road trip por Frankfurt, Mainz, Heidelberg, Darmstad, Colónia, Rudesheim, Wisbaden) - Há 4 anos atrás, por esta altura, mais coisa menos coisa, estava a pôr fotos no facebook da viagem a Londres, em Março. - Há 5 anos atrás, por esta altura, mais coisa menos coisa, estava a pôr fotos da viagem a Paris, em final de Fevereiro - Há 6 anos atrás, por esta altura, mais coisa menos coisa, estava a pôr fotos no facebook da viagem a Milão, em finais de Março

De há seis anos para cá era este o cenário: uma viagem no início da Primavera e uma viagem no fim do Ver…

De regresso ao mundo habitual

E como tudo o que é bom tende a acabar depressa, estou de volta às rotinas e ao "nosso" mundo (os últimos dias foram como se estivesse num mundo à parte. Mas isso contarei brevemente).  As malas já estão desfeitas, a agenda já está novamente em cima da secretária para organizar os próximos dias e o trabalho já está ali a espreitar de mansinho. Sabe bem viajar, mas sabe ainda melhor voltar a casa.
Boa semana.

Em contagem decrescente para Casablanca

E daqui a duas semanas, estou de malas aviadas a caminho do oitavo pais que vou conhecer.

Desta vez vamos um grupo maior mas sem nenhum roteiro definido. Vamos de mente aberta e preparados para descobrir, sem itinerário definido. A expectativa é muita. Deixamos o conforto e a segurança das países da Europa (atendendo ao que se tem passado recentemente pelos vários países da Europa, já não sei se se continua seguro por cá) e aventurarmo-nos por África.
Quem já esteve em Casablanca?

Casablanca

Está escolhido o próximo destino! Desta vez somos seis pessoas a aventurarem-se pelo continente africano. E é já daqui a dois meses. 
Em pulgas para ir conhecer uma cultura tão diferente da nossa e de tudo aquilo que já visitei. Super curiosa para sair do conforto do conhecido e partir à descoberta.  Quem já foi? O que é que é obrigatório visitar em Casablanca? Deixem-me dicas do que fazer e (sobretudo) do que não fazer para que esta viagem seja memorável.

Assumo-me uma medricas completa

Adoro viajar mas, e um bocado em contra-senso, detesto andar de avião. Quanto mais vezes ando de avião mais detesto sempre que tenho de o fazer. Já tive algumas situações caricatas que reforçam a minha panca em relação aos voos: para além de diversos atrasos (um deles de muitas horas), já tive desde aterragens abortadas a turbulência considerável. Mas nada que se assemelhe àquilo que, pelos vistos, é comum no aeroporto do Madeira (ou mais recentemente, aeroporto Cristiano Ronaldo). 
Pela parte que me toca, a menos que seja forçosamente obrigada a meter lá os pés (ou vá ao engano e toda drunfada!), a Madeira será sítio que nunca hei-de ir. Nada contra a Madeira ou o povo de lá, mas estas aterragens e a pista reduzida são impróprias para gente como eu. Se apanhasse uma aterragem assim era menina para nunca mais meter o cu num avião.

E então, que tal Amesterdão?

Amesterdão é uma cidade bonita, acolhedora e diferente. Diferente da maioria das grandes cidades europeias por onde já passei mas muito igual entre ela. A maioria das ruas são iguais dando a sensação de deja vú a cada virar da esquina. É uma cidade descomplexada, liberal e relaxada. Uma cidade onde a chuva não preocupa as pessoas, onde os animais de estimação vivem em sintonia na maioria dos sítios, onde a cor preenche as ruas e a arquitetura geometricamente imperfeita de muitas das casas marca o panorâma. Uma cidade onde é obrigatório andar de bicicleta, passear de barco pelos canais, andar sem destino pelas diferentes pontes e apreciar a vida calma daquelas pessoas. Foram 5 dias de descoberta, de muitos quilómetros a pé, de muitas gargalhadas e também muitas fotografias. Quanto à gastronomia, tirando as fabulosas lojas de queijo e os fantásticos waffles, é uma gastronomia pobre se comparada com Itália, Espanha, França ou, à nossa maravilhosa comida portuguesa.  Deixo-vos, para já, …

Instagram

Blogs que leio