Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens com a etiqueta sister

Conversa entre irmãs

Vínhamos hoje ao fim do dia para casa, eu a conduzir, ela no banco ao lado e a conversa que se seguiu foi a seguinte:
Ela: Preciso de ir ao fisioterapeuta do costume para ele me tratar destas costas que estão um deus me livre cheias de contraturas. Eu: Eu também preciso de ir. E o F. (meu namorado) também precisa. Estamos os dois todos empenados! Ela: Quando é que tens uma tarde livre? Eu: Assim de cor não sei. E tu, quando é que tens uma tarde livre?
De repente, fez-se silêncio, a minha irmã deixou de me responder e só passado uns segundos é que me diz:  - Estamos mesmo a ficar velhas. Não era suposto com esta idade estarmos a ver datas em comum para irmos para a noite, ou tomar café, ou jantar fora ao invés de estarmos a combinar programas a três para irmos tratar das costas? Se isto é assim com esta idade. nem quero imaginar daqui para a frente...
E novamente fez-se silêncio. De facto, onde é que eu achei que aos trinta anos ia estar a arranjar espaço na agenda mais a irmã (mais n…

Um dia não são dias

A minha maninha entrou de férias do mestrado no sábado por isso, como eu não tinha nada marcado para ontem tiramos o dia só para nós. Saímos de casa a meio da manhã e voltamos ao fim da tarde. Quando temos dias assim, só nossos, "dieta equilibrada" é um conceito que não entra no nosso dia. E não bastasse cada uma de nós em separado já ser muito gulosa, as duas juntas é uma mistura explosiva. Uma diz mata a outra diz esfola e embora eu ultimamente tenha andado mais controlada nos doces ontem o dia foi para a desgraça. E não perdemos tempo, começamos o dia a tomar o pequeno-almoço no McDonald´s. Nunca tinha experimentado e ontem ela sugeriu e lá fomos: panquecas com caramelo acompanhado de um chocolate quente. Uma bomba eu sei, mas soube-me pela vida, sobretudo as panquecas. São super fofinhas e deliciosas. Eu sei que há muito outros sítios com panquecas deliciosas e saborosas mas as do McDonald´s surpreenderam-me pela positiva. Não tinha grandes expectativas, pensei que ia e…

30 anos

O Rock em Rio faz este ano 30 anos. Faz também 30 anos que os Queen atuaram pela primeira vez no Rock in Rio (e voltam a atuar hoje). E faz amanhã 30 anos que aqui a Je viu a cor do mundo pela primeira vez. E qual a melhor maneira de entrar nos 30? Se disseram no Rock in Rio ao som de Queen acertaram! Yehhhh palminhas! Lá vou eu rumo a Lisboa para entrar nos 30 com a melhor banda sonora de sempre, acompanhada da melhor irmã do mundo, do namorado e de amigos. Amanhã ruma-se novamente para o Norte para continuar os festejos com a família. Eu começo a ser uma pessoa idosa para tanta andança mas o que vale é que eu adoro festejar o meu aniversário e este ano tinha mesmo de ser em grande.  Domingo fico em modo vegetal para recarregar baterias (até porque os festejos continuam durante a semana).

O humor negro da minha mãe (ou então: a vida de estudante aos olhos de uma mãe)

A minha irmã está a tirar mestrado em Engenharia Informática e está a passar por uma fase de muito trabalho. Tem um trabalho de grupo para entregar amanhã e esta semana basicamente só põe os pés em casa para dormir e tomar banho. O resto do tempo tem estado na universidade a trabalhar para o dito trabalho mais os colegas do grupo. Um destes dias, perto da hora do jantar liga para a minha mãe a dizer que o trabalho ainda estava atrasado e que ia chegar mais tarde a casa. Perante tal telefonema só oiço a minha mãe a dizer-lhe "Juízo!". Se isto já me teria soado estranho por si só, mais estranho foi a entoação com que o disse. Fez-lo com a mesma entoação que diria caso a minha irmã lhe tivesse dito "Hoje vou sair à noite, vou prós copos com os amigos e não sei a que horas chego a casa!". Definitivamente a minha mãe não faz a mínima ideia do que é um trabalho de grupo, onde estão quatro ou cinco pessoas enfiadas numa das salas da biblioteca, cheios de computadores  e …

Hoje foi assim, perfeito.

Há dias que andávamos a planear um dia assim, só nosso, só nós as duas, o dia todo de pijama, no sofá com uma mantinha quentinha e mais ninguém, mais nada. Séries, filmes, conversa, chá quente, lanches e sestas. É é assim que nós somos, duas irmãs felizes com a simplicidade de um dia frio de Outono. E foi tão bom.

A relembrar

Hoje o serão vai ser com a mana a rever uma série que fez parte das nossas infâncias e que nunca mais ouvimos falar. Hoje vamos relembrar os velhos tempos e ver se de facto a série (Off centre no original, Centro e arredores em português) é tão boa como achávamos na altura, ou se os gostos/exigências mudaram e já não achamos piada nenhuma. Mas uma coisa ninguém nos tira: as gargalhadas que demos na altura com esta série e aquela excitação para conseguirmos estar em frente à tv na hora da série começar. E já lá vai mais de uma dúzia de anos. Na altura praticamente não se ouvia falar em ver séries no pc ou sacar o que quer que fosse. Se queríamos ver era estar em frente à tv na hora da série começar. E só isso já dava um encanto especial à coisa.

Esta semana estamos assim #31

Irmã de férias é sinónimo de nail art nas minhas unhas.  Quanto não vale ter uma irmã prendada.  Obrigada maninha.

Os tais pequenos grandes momentos

Sexta-feira. Um tempo de irritar até a alma mais serena à face da terra. Final de uma semana cansativa. E estão reunidos todos os ingredientes para começar o fim-de-semana com uma sessão caseira de cinema só com a mana e umas coisinhas gostosas para petiscar nos entretantos. Como eu gosto, com este tempo, de ver um bom filme em casa (ou parte dele, até os olhos começarem a fechar lentamente e ser vencida pelo sono), em boa companhia e ouvir a chuva a cair.
Bom fim-de-semana.

Parabéns maninha

Uma das pessoas mais importantes da minha vida. Aquela pessoa que transborda energia, optimismo e boa disposição. Aquela pessoa que é capaz de me fazer ver as coisas de maneira diferente. Aquela pessoa que com o seu abraço consegue apaziguar qualquer turbulência. Aquela pessoa que despreza a correria e a vida agitada e saboreia cada momento como se não houvesse amanhã. Aquela pessoa que me conhece melhor que todos os outras pessoas que conheço. A minha maninha.
A minha maninha está a ficar crescida, embora para mim será sempre aquela criança de face pequenina com os cachinhos do cabelo a cobrir-lhe a cara e as covinhas do sorriso a iluminar-lhe o rosto.
Parabéns minha metade. Que sejas muito feliz e que me deixes roubar sempre que precisar um bocado da tua energia, optimismo e boa disposição.

Dos elogios alheios que nos enternecem o coração

A semana passada tive em casa uma amiga da minha irmã que veio cá passar uma semana de férias. Já a conhecia há algum tempo mas nunca tínhamos tido a oportunidade para grandes conversas. Mas na semana passada as circunstâncias permitiram que conversássemos só as duas sobre as mais variadas coisas. E foi no meio de uma dessas conversas que ela me diz que “a tua irmã foi das melhores coisas que me aconteceu. O espirito positivo e a maneira como encara a vida fizeram-me mudar para melhor”. E nem imaginam como estas palavras me aqueceram o coração. Saber que a minha maninha, que para mim será sempre uma menininha, fez algo de importante por alguém. Que ajudou alguém pela sua simples maneira de ser e de levar a vida. E às vezes eu gostava de ser como ela. De não problematizar tanto as coisas, de olhar para os problemas com a leveza de que tudo nesta vida se ultrapassa e de ter sempre um sorriso na cara e um optimismo no coração.

Uma pausa no Verão

Adoro os domingos caseiros, passados no sofá, a tarde toda, entre filmes, gargalhadas e lanches gostosos! A ouvir a chuva a bater nos vidros enquanto degustamos gelado de stracciatella. A dar a volta a todos os canais da televisão e nada nos agradar. A adormecer entre um programa e outro. A ficar entediada de não ter nada para fazer.  Eu, ele e a minha irmã. 
Por vezes sabe bem uma tarde de chuva e tempo fresco no Verão (mas que seja uma excepção, ok S. Pedro?). Sabe bem deixar de lado os programas de Verão e ter um serão caseiro. Fugir um pouco da rotina das praias, piscinas, esplanadas e noitadas!

Esta semana estamos assim #8

Quanto não vale ter uma irmã com jeito para estas coisas e ela estar de férias!
Esta semana ando assim, numa versão mais arrojada!




(Para fazer os risquinhos pretos usou-se um pincel próprio para art nail, comprado na Kiko.)

Desilusões do tempo

Já não é novidade para ninguém que o São Pedro é muito temperamental. Às vezes acho que até um pouco bipolar. Mas podia deixar as suas manias para outro dia. 

Não é que hoje, primeiro dia de férias da minha irmã após um período de exames para a universidade, combinamos tirar uma tarde só para nós, deitar-nos de papo para o ar e não fazer absolutamente nada a não ser por a conversa em dia e bronzear e o desgraçado do São Pedro dá-nos a volta e está um tempo todo esquisitinho lá fora?
Haja paciência. E persistência. Porque para a semana conto ter uma tarde de dolce far niente só com a minha maninha!

Não consegui não rir com esta imagem

Mal vi esta imagem lembrei-me logo de ti maninha! É tão "tu"!...
Quase que podia ter sido encomendada para ti (vá, ao menos tu ainda afastas a roupa para um dos lados da cama para teres espaço para dormir...). Como eu costumo dizer-lhe, o quarto dela está sempre em obras, tal é a desarrumação que paira na cama a maioria das vezes!

Happy Birthday to you

Nada como acabar o ano da melhor forma possível: com o aniversário da minha maninha! Embora já seja maior de idade há um bom tempinho, há-de sempre ser a minha pequenina! Há-de sempre ser aquela pessoa que eu hei-de proteger! E é tão bom poder ter-te por perto para te proteger... para te dar conselhos... e também para te desencaminhar e desafiar! Adoro a nossa cumplicidade... O leres-me os pensamentos, o saberes exatamente aquilo que eu quero... o querermos ambas (quase sempre) as mesmas coisas sem que isso se torne algo mau! Tão bom...
Espero que tenhas um dia feliz tal como mereces, mas que, acima de tudo, conserves essa felicidade e essa tua alegria contagiante ao longo da vida!

Uma diz mata, a outra diz esfola!

Sabe tão bem fugir à rotina do dia-a-dia e desligar dos compromissos, dos problemas, dos prazos para cumprir, das burocracias... e dedicar o dia a ser feliz! A fazer somente aquilo que se gosta, com quem se gosta! Hoje foi assim! Dormir até mais tarde, pequeno almoço com a mana e começa logo de manhã as palhaçadas e as conversas sem sentido mas que nos levam às lágrimas. Segue-se uma sessão de compras com a irmã para ultimar as prendas de natal (ainda não foi desta que ficou tudo comprado - shame on me!), mas que é interrompida diversas vezes por momentos de pura alucinação (experimentem ir a uma loja de roupa, pegar nas peças mais estranhas que encontrarem e irem para o provador experimentar! Garanto-vos que tiram a barriga de miséria no que toca a rir!). Depois um almoço mega calórico (a culpa é da minha irmã que me puxa para estas coisas! Para o ano começo a pensar em dieta!), mais compras, paragem para experimentar licor de chocolate (neste momento estou a salivar só de pensar na…

Instagram

Blogs que leio