Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens com a etiqueta food

Cuscuz

Na tentativa de ter uma alimentação mais variada, recentemente comprei cuscuz para cozinhar cá em casa. Já comi várias vezes cuscuz mas sempre fora de casa, por isso nunca cozinhei este cereal. Cá em casa eu e o meu pai gostamos, a minha mãe e a minha irmã nunca comeram mas estão um bocado reticentes e a fazer claque pelo habitual arroz.
Já vi receitas onde só se acrescenta uma calda a ferver sobre o cuscuz e espera-se até este absorver toda a calda e já vi outras receitas onde o cuscuz vai ao lume juntamente com o caldo a ferver até estar cozido. Depois da minha pesquisa fiquei na dúvida sobre a melhor forma de cozinhar este cereal.
Assim sendo, venho apelar às fadas do lar que estão desse lado e que fazem pratos divinais com o cuscuz alguma receita que fique assim para lá de espetacular e que convença os mais cépticos cá de casa.

Sugestão Gastronómica da semana - MEAT (Guimarães)

Como já todos sabem, das coisas que mais gosto nesta vida é comer, comer bem! Por isso adoro quando os planos passam por ir comer a um sítio novo ou diferente do habitual. E hoje tenho um sítio para vocês acrescentarem à vossa lista dos restaurantes a não perder em Guimarães - o MEAT.
Para quem gosta de carne é obrigatório conhecerem este restaurante em Guimarães (na Alameda de São Dâmaso) que abriu portas em 2016. A carta é toda à base de carnes mas não é só na carne que está a qualidade. As entradas são obrigatórias e de bradar aos céus (ai aquelas bolinhas de alheira com compota de cebola roxa! Ou o queijo de cabra panado com mel...) e as sobremesas são o ponto final perfeito neste belo repasto (o cheesecake de lima é o meu preferido). Pelo meio não deixem de provar as deliciosas sangrias!
O espaço é bastante acolhedor, com dois pisos e uma esplanada voltada para uma das principais artérias de Guimarães e muito perto do Centro Histórico, o que convida a um passeio no final do jant…

Stroopwafels - uma perdição de origem holandesa

Na minha última viagem a Amesterdão tive o prazer experimentar uma das doçarias típicas dos holandeses: os stroopwafles. Se a gastronomia da Holanda é, no geral, assim para o fraquinho estes wafles conquistaram-me o coração! Só de pensar já estou a sentir palpitações! Basicamente são wafles feitos com duas camadas finas de massa e um recheio de calda espessa (os que provei eram de caramelo). Podem comer assim à esfomeado sem paciência apara esperar ou podem ainda levar ao microondas por uns segundos ou pôr por cima da chávena do chá quente para aquecer ligeiramente a calda e ficar a derreter assim que lhe dão uma dentada.
Como sou boa pessoa e não gosto de esconder as coisas boas desta vida, trouxe uma caixinha desta doçaria para a minha irmã provar e à primeira dentada que ela deu os olhos até reviraram. Agora estamos as duas num dilema: descobrir onde é que se vende disto aqui pelas redondezas. Se entretanto alguém souber, que não seja egoísta e partilhe porque a humanidade (pelo m…

Skyr - a nova tendência nos iogurtes

Dizem que a última loucura no que toca a alimentação saudável é este iogurte, antiquíssimo no fabrico mas novo nas nossas rotinas. E até nisto da alimentação há modas e tendências.  Depois dos iogurtes probióticos, magros, naturais, quark, gregos e mais trinta por uma linha surge o novo iogurte de origem Islandesa que promete ser o supra-sumo da alimentação saudável. Dizem que tem 3 vezes mais proteína que um iogurte normal e valores de gordura quase nulos.  Eu nunca provei mas se for para comer uma coisa que gosto sem peso na consciência e em simultâneo uma coisa saudável, sou menina para sair num procura desenfreada pelo famigerado iogurte. Dizem que esgota mal chega às prateleiras mas eu estou disposta a correr os Lidl´s deste pais a ver se deito mãos a isto (quanto mais não seja para provar e ver se vale todo o alarido que tem sido feito!). 
O preço por unidade (no Lidl) é de 0.59€ os naturais e 0.69€ os de fruta. Cada embalagem tem 150gr.

Cheiros

É impossível comer laranjas sem ser denunciada pelo cheiro. E é por isso que de manhã eu poderia fazer um sumo natural de laranja de vez em quando e acabo sempre a olhar para as laranjas, suspirar e deixa-las ficar na fruteira. É por isso que as maçãs e as bananas são sempre a minha escolha segura (e preguiçosa!) na hora de escolher a fruta.

Jantares de Natal

E queixava-me eu que os almoços e jantares de Natal eram mais do que muitos. Nem eu sabia o que me esperava esta semana...  Hoje é o único dia desta semana em que janto em casa. Segunda-feira mal tive tempo de jantar, ontem jantar de despedida da amiga que mora em Paris e que veio passar o Natal a Portugal, amanhã jantar de aniversário de outro amigo, sexta-feira jantar de inauguração da nova casa de outro casal amigo e sábado é passagem de ano e aniversário da minha irmã. Ainda bem que a balança cá de casa avariou (já quase à dois meses mas eu não lhe dou muita confiança)!

Jantares de Natal

E acabo agora de saber que esta semana tenho mais um jantar de Natal, de trabalho. Para além do almoço de Natal que tenho amanhã e dos dois jantares de aniversário esta semana, tenho mais um jantar de Natal! É o que faz trabalhar em mais do que um sítio. Chega-se a esta altura do ano e entre jantares de amigos, jantares de família, jantares de aniversário e jantares de trabalho não há agenda que chegue para tanta vida social. Nem agenda nem criatividade para não ir sempre aos mesmos sítios. Ao menos, no meio de tanto jantar, que seja em sítios diferentes para quebrar a rotina.

Ser zen na cozinha

Curiosa para experimentar se este truque realmente funciona. Se funcionar, é capaz de ser o melhor truque dos últimos tempos. Se há ovos em que a casca até sai bem, há outros que ainda nem a meio vou e já estou com vontade de os esborrachar contra a parede da cozinha. Metade do ovo vem junto à casca e arruina a estética e a paciência de qualquer um.  Levar um ovo cozido para o prato que parece que já andou numa luta feroz com um gato enraivecido não é propriamente o conceito que eu tenho "os olhos comem primeiro que a boca".

Férias em versão tasqueira comilona

As férias estão quase a acabar mas enquanto não acabam tenho aproveitado para conhecer sítios magníficos, revisitar outros e conhecer novos restaurantes, pastelarias e esplanadas. Como eu adoro conhecer sítios novos para se comer, saborear a gastronomia tradicional e perceber que estas diferenças contribuem para fazer do nosso Portugal um pais ainda mais bonito e encantador. E que bem que se come no nosso pais.
Aquela ideia de "quanto mais viajo lá fora mais gosto do que vejo cá dentro" no que toca à gastronomia é tão mas tão verdade... Poucos são os sítios onde se come tão bem como no nosso cantinho.

Pecado Sushi - Guimarães

Vamos falar de comida um bocadinho? Comida com qualidade, para amantes de sushi na bela cidade de Guimarães? Vamos! Então ontem foi dia de ir experimentar um novo spot. Tenho um amigo (também ele viciado em sushi) que passa a vida a ir ao serviço take-away do restaurante "Pecado Sushi". Como ele é bastante seletivo nos sítios onde vai comer sushi fiquei com a pulga atrás da orelha para provar. E ontem lá fui. Era dia de rodízio e fui. E só vos posso dizer que adorei. Passou para o meu top 5 de restaurantes de sushi. Desde o sushi mais tradicional com excelente qualidade ao sushi de fusão gostei de tudo. E no final, mesmo já estando pelas costuras ainda experimentei o semi-frio de nutella e oreo (mais logo vou correr, só para equilibrar um pouco as coisas. Até porque hoje tenho mais um jantar de amigos e amanhã um piquenique). O espaço é relativamente pequeno (não dá para mais de 20 pessoas), mas é bastante agradável. O atendimento é impecável, pelo menos o funcionário que n…

Estado da coisa

Quinta-feira, a semana já conta com dois aniversários. Sábado à outro e na próxima semana mais outro (que implica dois jantares em dias diferentes). Por este caminho, ou começo a correr o equivalente a uma maratona 3 vezes por semana ou então corro sérios riscos de ser contratada para fazer publicidade a produtos de emagrecimento (mas como exemplo do "Antes", em versão balofa!).

Um dia não são dias

A minha maninha entrou de férias do mestrado no sábado por isso, como eu não tinha nada marcado para ontem tiramos o dia só para nós. Saímos de casa a meio da manhã e voltamos ao fim da tarde. Quando temos dias assim, só nossos, "dieta equilibrada" é um conceito que não entra no nosso dia. E não bastasse cada uma de nós em separado já ser muito gulosa, as duas juntas é uma mistura explosiva. Uma diz mata a outra diz esfola e embora eu ultimamente tenha andado mais controlada nos doces ontem o dia foi para a desgraça. E não perdemos tempo, começamos o dia a tomar o pequeno-almoço no McDonald´s. Nunca tinha experimentado e ontem ela sugeriu e lá fomos: panquecas com caramelo acompanhado de um chocolate quente. Uma bomba eu sei, mas soube-me pela vida, sobretudo as panquecas. São super fofinhas e deliciosas. Eu sei que há muito outros sítios com panquecas deliciosas e saborosas mas as do McDonald´s surpreenderam-me pela positiva. Não tinha grandes expectativas, pensei que ia e…

Copo 1/2 - Sugestão gastronómica

Este fim-de-semana tive mais um aniversário de 30 anos (eu bem digo que este ano é o ano dos 30 para muitos dos meus amigos e colegas) num restaurante em Braga que não conhecia - Copo 1/2. O restaurante fica no centro (perto do Arco da Porta Nova) e ficou-me também na memória. Um espaço bastante agradável e confortável, o restaurante dispõe de várias salas com ar condicionado e televisão, o que se torna óptimo para jantares em grupo porque acaba por haver mais privacidade. A sala onde estávamos era só para nós (à volta de 30 convidados), com uma televisão para vermos o jogo e ar condicionado na sala. Para além das diversas salas tem ainda esplanada para as noites mais quentes. Quanto à comida, podem pedir à carta ou em caso de grupos pedir por menus com preços variados, com excelente qualidade. Eu fiquei deliciada com o arroz de tamboril com gambas e, comilona como sou, ainda fui provar a vitela que o namorado pediu (carne super tenra e muito bem confeccionada). Um aspecto positivo p…

Santos da casa também fazem milagres

Por vezes achamos que só o que é de fora é que é bom, só o que está longe é que é apetecível, só aquilo que está na moda é que vale a pena. Ontem tive a prova que aquilo que está quase à porta de nossa casa, aquilo que poucos falam também pode ser muito bom. Descobri mais uma excelente opção para ir comer francesinhas. E ainda por cima aqui tão perto de casa. Agora falta aparecer um bom sítio para ir comer sushi aqui perto e daqui a pouco saio de casa de pijama para ir jantar.

Masterchef Brasil

Eu como pessoa dada ao garfo, gosto bastante de ver programas de culinária. E um dos que mais gosto é o Masterchef (em particular o Masterchef Austrália. Está a anos luz de todos os outros.).  A semana passada comecei a ver o Masterchef Brasil e desde então tenho seguido com atenção o programa. Mas tenho ficado, como é que eu hei-de dizer... não é desiludida... decepcionada... mas noto uma diferença abismal de qualidade destes participantes para os dos outros países. Está bem que ainda está na fase inicial e a mestria ainda não é tão evidente mas, por amor de Deus, até eu, que não sou nenhuma expert, conseguia fazer melhor do que alguns concorrentes que lá têm ido. Destaco particularmente um concorrente que fez um batido de cenoura, com água e pepino na liquidificadora. Sim, foi isto! Enfia tudo na liquidificadora, liga aquilo e voilá, está feito. Os jurados incrédulos lá começam a falar com ele e ele lá diz que é vegetariano e que é essa a filosofia dele. De seguida o chefe pergunta…

Adega dos 7 condes - sugestão gastronómica

Na minha ida a semana passada a Mondim de Basto aproveitei por jantar por lá e conhecer mais um restaurante deste nosso belo país à beira-mar plantado e onde se come tão bem. E neste restaurante fez-se jus à fama do nosso país e foi mais um sítio que descobri onde se come maravilhosamente bem. Com um ambiente acolhedor não só pelos donos do restaurante que servem cada cliente com uma simpatia como se fossemos da família mas também o próprio espaço. Uma sala mais pequena com uma lareira onde fomos acompanhados pelo crepitar do lume da salamandra ao longo do jantar e uma sala maior para grandes grupos. Quanto à comida estava toda deliciosa. Aproveitamos para comer a posta à maronesa, típica desta região mas aquilo que mais gostei foram as migas (e eu que não gosto de feijão dei por mim a comer feijão manteiga e não fazer cara feia). Ficam algumas imagens para vos abrir o apetite e fica a dica para quando forem a Mondim de Basto. O restaurante fica bem no centro e é muito fácil de encon…

Bolinhos de coco saudáveis

Fiquei (muito) tentada a experimentar!

Para os amantes de sushi - SHIKO, Tasca Japonesa

Já muito tinha ouvido falar sobre este restaurante, a curiosidade para lá ir era mais do que muito e ontem foi o dia. Ontem finalmente fui deliciar-me com o excelente sushi do SHIKO. E tudo o que tinha ouvido falar não foi exagero. O sushi é mesmo de excelente qualidade (só de pensar naquele salmão selvagem a desfazer-se na boca até salivo), o espaço é muito agradável (adorei a música ambiente sem ser aos berros e muito calma), o atendimento foi muito simpático e o serviço não foi nada demorado. O espaço abre às 12:30h e em pouco mais de 15 minutos o espaço já estava completamente cheio (o espaço é pequeno, cabem cerca de 25 pessoas). Quando sai já tinha gente de pé à espera de mesa. Ao almoço tem a vantagem de ter dois menus económicos. Eu fiquei-me pelo menu de 12 peças mais bebida (pela módica quantia de 10 euros) mas há outro menu (mais barato) e também pode ser pedido à carta. No final, e como sou uma gulosa incurável, pedi uma sobremesa fora do menu, um brownie de coco, chocola…

Até tenho medo se um dia engravidar

Ontem eram precisamente 23:50h quando, estando eu pronta a deitar-me para ver uma série antes de dormir, me deu um desejo súbito e incontrolável de mascar uma chiclet Gorila. E quando uma ideia se mete na cabeça a esta hora da noite está o caldo entornado. Toca a procurar na minha gaveta das gulodices a ver se estava lá alguma e eis que finalmente encontro duas. Foi todo um entusiasmo por ter avistado as chicletes. Meti-a entusiasticamente na boca e foi vê-la a perder todo o sabor ao fim de 3 minutos. Vá, 5 na loucura do optimismo. Mas soube-me pela vida. E é  isto. Se eu tenho desejos inexplicáveis sem estar grávida, se um dia me vejo em tal estado de graça até tenho medo do que possa surgir.

A mim não me apanham

Nisto da moda dos batidos!
Os de fruta ainda consigo perceber (mais ou menos), se bem que quem gosta de fruta prefere trincá-la, mastigar, sentir a textura e o sabor verdadeiro. Agora aqueles que levam vegetais, em que se mistura uma série de vegetais e legumes (ainda por cima crus) e depois vai tudo à liquidificadora... nahh!!! No meu tempo isso chamava-se sopa passada e comia-se à colher. Hoje em dia chamam-se batidos e bebe-se. Modas é o que vos digo. A mim não me apanham nisso. Gosto dos meus suminhos naturais (somente com fruta), como a fruta inteira e a sopa como-a às refeições e com colher. Até podem ser muito bons, não aponto o dedo a quem os consome (se bem que acho muita piada aquelas pessoas que andam nisto dos batidos saudáveis e depois enfardam fast food como se não houvesse amanhã), quem gosta que use e abuse agora a mim não me convencem.

Instagram

Blogs que leio