Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Novembro, 2014

Esta semana estamos assim #36

Verniz Andreia nº 68

Doces coincidências

Ir a Marco de Canaveses fazer uma prova de conhecimentos para um concurso público, entrar na sala para fazer a dita prova e reparar que está lá uma colega de universidade de quem gostava particularmente e que já não via à mais de quatro anos para fazer também a prova é pouco provável, mas aconteceu. No meio de quase cem pessoas encontrar uma cara familiar, aqueles olhos tão característicos dela e aquela candura do costume. E perceber que depois destes anos todos ela continua com as suas histórias mirabolantes para contar.

Estava a ver que nunca mais chegavas

Tenho ainda um longo dia pela frente e mais logo um jantar de aniversário, mas só de saber que é sexta-feira e que no fim-de-semana não terei de tirar as manhãs para trabalhar, nem estar a pensar na semana caótica que se avizinha até me "nascem" energias vindas sabe lá Deus de onde!
Boa sexta-feira.

Problemas no feminino que requerem soluções urgentemente

No geral não me posso queixar das minhas unhas: tem um formato que eu gosto, são grandes, crescem bastante e são resistentes. Visto assim parece tudo um mar de rosas. Não fosse o pequeno pormenor de ganhar duas camadas de unhas (sobretudo na mão direita) o que faz com que o verniz, seja ele de que marca for, lasque em três tempos. Basta uma das camadas de unha começar a "levantar" para o verniz lascar. Consequentemente, como uma das camadas de unha acaba por se tirar, a outra camada fica extremamente fina e mais cedo ou mais tarde a unha acaba por partir.
Alguém desse lado que conheça alguma solução para este meu problema? Desde sempre que me lembro de as minhas unhas serem assim (excepto quando as usava curtíssimas) e não sou a única na família a sofrer do mesmo mal.

Objeto de desejo da semana

Aqui está um passatempo interessante #40

Desta vez venho em dose dupla. No blog A melhor amiga da barbie está a decorrer um passatempo que vos irá permitir ganhar excelentes produtos da marca Phillippe By Almada. Para tal, basta ir AQUI e seguir todas as instruções sobre como participar.

Mas as coisas não ficam por aqui e porque livros nunca são de mais, ainda por cima quando nos podem ser muito úteis (e facilitar) nas rotinas diárias, nada melhor do que um passatempo que reúne estas duas condições. No blog Vida de Desempregada está a decorrer um passatempo que vos permitirá ganhar este fabuloso livro. Para participar basta ir AQUI e seguir as indicações.



Boa sorte para ambos.

E depois as mulheres é que são umas exageradas

Ainda o meu namorado diz que os meus cachecóis parecem mantas. Depois de veres isto nunca mais podes dizer nada sobre as minhas "mantas".
(Obrigada Lenny por vires por um ponto final nas observações masculinas quanto ao uso de cachecóis que mais parecem mantas mas que comparados com o que tu usas mais parecem um lenço da mão.)

Informação extremamente útil e desconhecida da maioria dos comuns mortais

Estamos a precisamente a um mês do Natal. Yehhhhhhh

Por solidariedade, estou como as árvores...

A cair lentamente, um pedaço de cada vez. Lá para sexta-feira a perspectiva é (para além de umas olheiras até aos joelhos) ser só um monte de ossos porque tudo o resto já devo ter perdido durante a semana (se calhar foi má ideia ter desmarcado a nutricionista na sexta-feira. Ia estar um peso pluma). A ver se ainda tenho tempo de enfiar qualquer coisa pela goela abaixo antes de ir para o curso para ver se me aguento até sexta-feira minimamente de pé (e funcional).

Consequências de dias atarefados

Com tanta correria acho que seria mais inteligente se ao invés de andar com uma bolsa ao ombro andasse com uma mala de viagem atrás. A diferença não seria muita já que se formos a falar do peso e das coisas que meto lá para dentro seria muito semelhante.

Socorro, para onde me viro?

Estive a trabalhar sábado e domingo de manhã para adiantar trabalho para esta semana e mesmo assim, olhando para a minha agenda dá-me vontade de fugir. Que semana caótica: ora são consultas, ora é formação (mais as trocas que me pediram para esta semana e que não vinham nada a calhar), é um relatório para entregar, o curso que comecei a fazer em horário pós-laboral, uma reunião (que possivelmente não poderei ir), uma prova de conhecimentos para um concurso público (e ainda tenho de "estudar" o material que vai ser alvo de avaliação)! Que mais aparecerá para fazer esta semana? Posso fugir e aparecer só no próximo fim-de-semana?

Quadrados de abóbora

E ontem a sobremesa foram estes deliciosos quadrados de abóbora polvilhados com canela e açúcar em pó. Uma receita que fiz pela primeira vez mas que de certeza vai ser para repetir e que pode muito bem ser um doce para colocar na mesa de Natal já que os sabores combinam na perfeição com essa quadra festiva (ainda por cima é fácil e rápida de fazer).

New in

Simples e confortável. Mesmo aquilo que eu procurava.

Hoje foi assim, perfeito.

Há dias que andávamos a planear um dia assim, só nosso, só nós as duas, o dia todo de pijama, no sofá com uma mantinha quentinha e mais ninguém, mais nada. Séries, filmes, conversa, chá quente, lanches e sestas. É é assim que nós somos, duas irmãs felizes com a simplicidade de um dia frio de Outono. E foi tão bom.

A arte de bem atender

Ontem precisei de ir a uma reprografia para imprimir uma pilha enorme de folhas (quase 20 euros que deixei lá para daqui a uns dias essas folhas servirem para acender a salamandra, mas pronto...). Como estava por Braga, cidade onde fiz a minha licenciatura e mestrado, lá fui eu à famosa "ruas dos bares e das reprografias" para imprimir tudo. Fui à reprografia onde ia durante o primeiro ano que estive na universidade e onde o meu curso tratava de tudo o que era fotocópias. Já lá vão 10 anos (como é que já vai à tanto tempo!!??) e quando entrei lá senti que tinha parado no tempo.  A mesma disposição, o mesmo cheiro a papel, as listas organizados por cursos em cima do mesmo balcão encostado a uma das paredes, as mesmas pessoas atrás do balcão. Uma família simpática que conhece os seus clientes. E quando digo conhece não estou a exagerar. Conhece mesmo. Fui lá mais o meu namorado, ambos já saímos da universidade à quatro anos (e eu já "sai dessa reprografia" à muito m…

O dia promete

Acordei com fome de leão. Talvez por ontem ao jantar não ter comido quase nada (é o que dá os lanchinhos deliciosos na casa das amigas ao final da tarde e depois à hora de jantar não há fome) hoje ao pequeno-almoço apetecia-me comer este mundo e a cabeça do outro. Foi o iogurte com cereais, foi o café, foi a peça de fruta e no final disto tudo ainda foi um pão com queijo creme. Ai o pão que sorria para mim...

Tiger - nova loja

Este fim-de-semana fui dar uma volta ao centro comercial (BragaParque) para começar a ver algumas opções para prendas de Natal e apercebi-me que tinha aberto uma nova loja. Desconhecendo a marca, e como curiosa que sou, lá entrei para ver (se calhar sou só eu que andava a papar sono e não conhecia esta loja). E só vos digo: aquilo é uma perdição. Dá vontade de pegar num cesto e meter tudo lá para dentro. E o melhor de tudo é que os preços são super acessíveis. A loja não é muito grande mas mesmo assim tem uma boa variedade de produtos e eu fiquei já com algumas ideias de prendas para aqueles jantares de Natal que vou ter e que temos de levar uma prenda com valor máximo estipulado (e baixo) e que serve somente para a brincadeira e palhaçada (se bem que o ano passado num desses jantares saiu-me um pote de mel caseiro "muita" bom).

Hoje fiz as malas

Escolhi algumas roupas, gorros e cachecóis, enfiei meia dúzia de cosméticos num estojo, uma carteira e dois pares de calçado e fechei a mala. Novamente com a sensação que me esqueci de alguma coisa e que vai faltar algo quando chegar ao destino. Confirmei se tinha todos os documentos, dinheiro e telemóveis. E depois... depois acordei e não consegui dormir mais. Não sei qual era o destino, não sei com quem ia e nem quando ia. Sei que viajar é tão bom que até os meus sonhos são invadidos.

Bom fim-de-semana

James Blunt - Bonfire Heart -

Vamos lá para o caos

Atendendo ao que choveu de manhã e tendo em conta que tenho de ir para Braga (aquela cidade que basta chover durante 10 minutos para ficar tudo alagado) daqui a pouco, não sei se vou de carro ou de barco.

My week in pictures #53

Dias normais na vida de uma psicóloga/formadora freelancer. Dias divididos entre o trabalho, a família e o descanso. E quando há um tempinho vago ainda se inventam umas arrumações cá por casa.










1- Motivação extra para ir ao ginásio (Lefties); 2- Prenda do namorado que tem olho para perceber quando eu fico enamorada com algo; 3- Amostras acabadas de chegar; 4- Aderir a um novo tarifário e trazer um telemóvel de Oferta; 5- O livro que ando a ler; 6- Em arrumações no escritório; 7/8- Aniversário da pequena L. e respetivo presente (coelho anão); 9- Belo substituto da batata para as sopas cá de casa; 10/11- Uma exposição que me deixou com vontade de encher a casa de animais (Expo animal Braga); 12- Novo ambientador para o quarto - cheiro a canela (Espaço Casa); 13- Utensílios de tortura no ginásio; 14- A criança que ainda há em mim e que delira com tudo o que é material escolar; 15- Cinema requer pipocas (filme Interstellar);; 16- Chegar a casa depois do trabalho e ter um petisco destes à e…

Quando não se sabe onde encontrar, procurar no ebay

Já ando há muito tempo à procura de organizadores em acrílico para a maquilhagem. Nas lojas físicas nunca encontrei nada do género do que queria e quando encontrava algo minimamente parecido era a um preço absurdamente estúpido. Lembrei-me de ir procurar no ebay e foi todo um mundo novo. Agora só falta decidir qual quero.




Ver aqui.

Enrique Iglesias a estimular a criatividade alheia

De certeza que todos voês já ouviram a música "Bailando" do Enrique Iglesias (até porque as rádios fazem questão de a passar quase todas as horas). O que não sei é se já viram estas versões alternativas (e criativas) da música (e o que eu já me ri!). Certamente haverão muitas mais por ai escondidas, mas estas estão muito boas (sobretudo as duas primeiras).








Aquela sensação fantástica...

De chegar a casa depois de um dia cansativo, pousar toda a tralha (bolsa, guarda-chuva, portátil, dossiers, casaco e mais tralha houvesse) tirar os sapatos e calçar as pantufas super quentinhas e mega confortáveis. As palavras até me escasseiam face a tamanha satisfação.

Manhãs que reconfortam a alma

Adoro as manhãs que são passadas por casa, sem trabalho. Quando só temos de sair de casa para ir trabalhar ao inicio da tarde e, por isso, temos a manhã por nossa conta. As manhãs em que podiam ser de ginásio mas não o são porque "preguiçar" de vez em quando faz tão bem ou mais do que ir ao ginásio. As manhãs em que temos tempo de ficar na cama até mais tarde, tomar o pequeno-almoço nas calmas e abusar ao comer um bolo com creme, perder-mo-nos na Internet sem hora marcada, tratar de nós e fazer aqueles rituais que nos dias normais não temos tempo. Adoro estas manhãs e hoje foi assim. Se agora me dá vontade de sair de casa e fazer-me à vida? Não, não dá. Por mim ficava de pijama o resto do dia a "preguiçar", mas a vida não é só isso e "preguiçar" só sabe bem quando temos dias atarefados que nos fazem saborear cada segundo de dolce far niente.

Feliz dia de S. Martinho

Fica a faltar o famoso Verão de S. Martinho, mas esse já o tivemos à uns dias atrás. Que nos valham as belas das castanhas.

Almoçar em casa sozinha

Significa uma de duas coisas: ou abrir o frigorífico e ver se há alguma coisa do dia anterior para aquecer no microondas e não perder muito tempo a cozinhar ou fazer algo rápido (geralmente sandes) para não perder muito tempo a cozinhar. O denominador comum é, portanto, não perder muito tempo a cozinhar.

Sou uma pessoa dada a muitas paixões

Parfois

Porque é que eu não fico indiferente a tudo o que é acessórios? Porque é que eu me perco tanto com bolsas?! Agora esta menina não me sai da cabeça. Ainda por cima em duas cores maravilhosas para esta altura do ano. E no tamanho que eu gosto (que faz com que metemos só o essencial lá dentro e não a casa às costas).

Dos melhores filmes dos últimos tempos.

Sala de cinema cheia, pipocas no colo e tudo pronto para ver 169 minutos de filme criado pelo fantástico Christopher Nolan com o genial  Matthew McConaughey como protagonista (e que papelão. Mais um.). No final do filme, a sensação de se ter visto um dos melhores filmes dos últimos tempos. Para além de uma história fantástica de sci-fi sem aqueles artefactos da maioria deste tipo de filmes (tipo et´s, super poderes e afins) intercalado com drama sem ser lamechas e sentimentalista, leva-nos a ter de pensar de forma abstracta, a relativizar o conhecimento que possuímos e a pôr em causa aquilo que damos como certo.  Um filme espetacular que me encheu as medidas, que me fez questionar muita coisa e que adorei.

Instagram

Blogs que leio