Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens com a etiqueta Objetivos e metas

Curso de fotografia noturna

Mês novo, aprendizagens novas. Desta vez, aprender um pouco mais sobre fotografia e saber como tirar boas fotografias (ou fotografias razoavelmente boas, vá) à noite. Desde que fiz um curso de iniciação à fotografia o ano passado que ficou o bichinho de saber mais, de saber muito mais porque  tenho ainda muito para aprender. Hoje, apesar de ter um dia de trabalho super-preenchido, sei que mais logo não haverá cansaço que supere a motivação de estar até às 23:30h a aprender coisas novas, que tanto prazer me dão.

Ano Novo

Antes de mais, votos de um feliz 2017 para tod@s. Que tal como o ano ímpar que se inicia, este seja um ano único cheio de coisas boas.

Contrariamente a todas as pessoas que já fizeram o balanço do ano velho e traçaram objetivos para o novo ano, só hoje tive tempo de parar para refletir sobre o ano que findou. E tal como em anos anteriores, prefiro destacar o que de bom teve. Do mau não reza a história, pelo menos a minha história. E foi um ano que teve muitas coisas boas.
Foi o ano em que tive a oportunidade de ter novamente por perto uma grande amiga de infância e que, até então, por circunstâncias da vida, embora morássemos perto não estávamos presentes na vida uma da outra.Foi o ano em que vi outra grande amiga de infância dizer o sim no altar.Abandonei o ginásio mas comecei a correr, coisa que até então nunca me imaginei a fazer. O inicio não foi fácil, depois fiz uma festa quando consegui correr 5km sem parar e depois foi sempre a superar-me até que consegui correr os meus primei…

Agora é que vai ser disparar

Hoje vou começar uma coisa que já há muuuuuuito que queria fazer. Algo que fui sempre adiando porque outras prioridades se sobrepunham, ou de tempo, ou de dinheiro ou de outra coisa qualquer. Só que desta vez não há mais desculpas. Alguns amigos deram-me de prenda de aniversário um curso de iniciação à fotografia e hoje, ao fim do dia, lá vou eu de máquina ao ombro para aprender coisas novas. De que me serve ter uma máquina com mil e uma funções se tiro quase sempre fotos em modo automático ou eu modos pre-definidos onde basicamente só mexo na intensidade, flash e cor? De que me serve ter boas lentes se não sei tirar partido delas? Sempre gostei muito de fotografia, sempre me perdi por blogs com fotos bonitas, em páginas de fotografia, em revistas com paisagens, pormenores e contrastes. Mas até à três anos atrás não tinha uma máquina que me permitisse explorar mais. Com a máquina na mão rapidamente percebi que a fotografia tem muito que se lhe diga e não é qualquer um que sabe mexer …

Running

Hoje, dia 1 de Abril comecei o meu dia a correr. Mais propriamente 5 quilómetros. Bem, não foi sempre a correr até porque estou a começar. Mas alternei entre corrida e passo rápido. O tempo foi miserável mas não é isso que importa.O que importa é que levantei o cu da cama e fui correr. E isso soube-me bem. O facto de estar um dia lindo de sol (mas sem estar calor) ajudou bastante.  Sei que daqui a dois meses não vou estar a correr uma maratona nem a fazer tempos dignos de um atleta queniano mas hoje fiquei feliz por ter a motivação necessária para levantar o esqueleto do conforto da cama e mexer-me (mesmo que o corpo esteja um bocado dorido depois do treino de ontem no ginásio). Gostava de começar a gostar de correr. Gostava de ter a motivação necessária para me levantar mais vezes da cama e ir correr de manhã. Hoje foi um primeiro passo.

Tempo de balanços

2015 já lá vai. Já toda a gente fez os balanços devidos e traçou objetivos para o novo ano. Já eu, só agora que o mês de Janeiro já vai a meio é que parei para pensar como foi o meu ano. E o ano passado teve de tudo, coisas boas, resoluções traçadas em 2015 que foram cumpridas, coisas más e coisas que se mantiveram. Vamos lá à lista...
- Passei a beber água em quantidades decentes e tornar isso um hábito e não um sacrifício - Consegui (finalmente) passar a beber café sem açúcar (só eu sei há quanto tempo já andava a tentar esta proeza) - Conheci duas cidades que há muito queria conhecer: Roma e Florença (e fiquei fascinada, encantada e maravilhada com ambas) - Voltei a cidades do nosso Portugal que tanto gosto e que já há algum tempo que não tinha tempo para as apreciar - Festejei os 80 anos da minha avó. Um número redondinho para festejar a vida de uma das pessoas mais importantes da minha vida. - Experimentei o sushi e adorei (agora sou viciada em sushi e isso pode vir a ser um pro…

Viajar

Adoro o entusiasmo de planear viagens. Adoro viajar e conhecer o mundo. Costumo dizer que se me saísse o euromilhões, das primeiras coisas que fazia era viajar! Viajar muito, sem ter de escolher destinos pelo preço ou pela demora. E a primeira viagem de 2016 está marcada. Para um pais que ainda não conheço e uma cidade que, contrariamente a todas as outras que fui até agora e que tinha curiosidade sobre um sem número de sítios, não tenho opinião formada. Vou sem expectativas, sem referências e sem opiniões de terceiros. Vamos lá ver como corre.

Setembro, um mês de promessas

Nem só em Janeiro se fazem promessas para o novo ano. Há quem as faça em Setembro. Há quem considere Setembro um novo início, um novo ciclo e a altura ideal para começar novos projetos e desafios. E tudo o que sirva como motivação para levar as coisas avante eu sou adepta. Por isso é que Setembro tem um novo desafio: Setembro será um mês de reeducação alimentar e de tolerância zero aos excessos na hora de comer.  Lá no ginásio a nutricionista mudou e esta é muito mais exigente. Esta quer ver mais resultados. Não se contenta com o estar dentro dos valores normais. Esta quer que estejamos em valores óptimos e adequados para o nosso estilo de vida, para o nosso metabolismo e para os nossos objetivos. Embora eu esteja dentro dos ditos valores normais há dois valores que não estão na proporção mais adequada (a massa gorda e a massa muscular). O peso por si só não diz muito e a partir de hoje vou ter de meter na cabeça que as coisas vão ser a doer. Mais exercício, menos erros e excessos al…

Primeiro objetivo: check

Sabem aquela listinha que geralmente fazemos no inicio do ano onde nos comprometemos a lutar para alcançar determinados objetivos? Pois bem, eu também faço a minha. Não coloco objetivos megalómanos mas coisas que dependem exclusivamente de mim. É fácil desculpar-nos de objetivos não alcançados quando a realização desses objetivos não dependem de nós. Também é fácil não nos comprometermos na concretização dos objetivos quando esses são quase impossíveis. Por isso é que os meus são pequenas coisas, pequenas mudanças ou esforços mas que sendo conseguidos vão-me deixar feliz e motivada para alcançar o próximo.
Este ano um dos objetivos era passar a tomar café sem açúcar (ou qualquer outro tipo de adoçante). Para quem me conhece e sabe o quanto eu gosto de coisas doces sabe que não é assim uma coisa tão fácil quanto se pode pensar. Comecei de mansinho o ano passado ao trocar o açúcar por adoçante mas volta e meia lá ia o açúcar parar ao café (e café sem nada era totalmente impensável). Es…

Lema para este ano

Medidas drásticas vão ter de ser tomadas! É que chego a passar o dia todo sem beber uma gota de água. Se no Verão bebo imensa água, no Inverno a coisa complica-se. Chá ainda vai lá, agora água é quase um sacrifício. Vou ter de me mentalizar que a partir de hoje a garrafa de água vai andar sempre comigo. Tal como o relógio anda sempre no pulso, a garrafa de água vai andar sempre na bolsa e chegar ao fim do dia vazia.

Um novo ano cheio de oportunidades à nossa espera

Está na hora de nos (me) mentalizar-nos que as festividades já acabaram e que é hora de arregaçar as mangas e abraçar este novo ano que se inicia. Esta na hora de traçar metas e objetivos, delinear estratégias e sonhar, sonhar muito. Está na hora de olhar para o que não funcionou tão bem o ano passado e estruturar caminhos diferentes. Embora esteja na hora de tudo isto, o que eu desejava mesmo é que o espírito desta quadra (família, comida, ronha no sofá, sestas ao fim do almoço, dormir até tarde, ver muitos filmes e séries, comer chocolates como se não houvesse amanhã) se prolongasse ai por mais quinze dias. Que preguiça de voltar ao ritmo do costume.

Hoje, três anos depois

Faz hoje três anos que a esta hora estava eu a entrar para a sala onde iria fazer a defesa da minha tese de mestrado. Faz hoje três anos que o meu coração batia com tanta força que parecia que queria sair pela boca. Não só de ansiedade. Era o imenso desejo de querer colocar um ponto final no longo caminho que é fazer uma tese. Nas muitas horas solitárias em frente ao computador a ler artigos, a analisar dados, a escrever, a apagar e a voltar a escrever, a duvidar dos resultados, a desesperar, a voltar a confiar. Naqueles meses onde ter vida social por vezes foi uma ideia utópica. Hoje, olhando para trás, tenho orgulho do que fiz. Do que conseguir fazer sozinha, sem ajudas, sem lamber botas a ninguém, sem desistir. Hoje, olhando para trás, percebo que aquele dia foi o inicio da minha vida. Da minha vida profissional. Nesse dia deixei de ser estudante para passar de imediato a ser trabalhadora. E a felicidade que isso me trouxe. Lembro-me da felicidade que foi chegar a casa e partilhar…

Objetivos 2013 #2

Os objetivos que se traçam para o novo ano não devem ser coisas imutáveis. Devem ser metas e sonhos a que nos vamos propondo ao longo do ano. Algumas mais objetivas e realistas, outras mais cor-de-rosa. Mas a grande ideia dos objetivos, as ditas resoluções de ano novo, são sempre mostrar-nos o caminho a seguir, aquilo que queremos alcanças... e isso não devia ser só pensado no inicio do ano.
Por isso, e como forma de manter o sonho sempre acordado e as metas bem definidas, vou continuar a formular os meus objetivos para este ano.
E já que andamos numa de formular objetivos consumistas (ai querida Pepa...), deixo aqui um dos meus objetivos consumistas para este ano (lá no fundo não é consumista: é um sonho desde que me lembre de ser eu): uma máquina fotográfica em condições. O curso de fotografia pensa-se depois...


Objetivos 2013 #1

D´este ano não passa!!

Instagram

Blogs que leio