Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Maio, 2014

Como estragar os planos logo pela manhazinha

Quando quiserem ficar com os nervos esfrangalhados logo pela manhã, num dia solarengo em que, teoricamente, seria um dia calmo e relaxado basta receberem uma carta da segurança social e lá se vai a vossa serenidade. Cheguei à pouco a casa depois de já ter passado pelo contabilista, segurança social e loja do cidadão e tudo o que me apetece fazer agora nada tem a ver com aquilo que tinha planeado para hoje.

O esquecimento tem um preço

No único dia esta semana em que não tinha de me por a pé cedo, não tinha de estar em nenhum sitio com hora marcada e podia dormir até à hora que me apetecesse, esqueci-me de desligar o despertador.

Coisas estranhas de um balneário feminino

Estar-me a vestir depois do banho e uma velhinha muito atenta e querida vir-me avisar que ainda tinha as costas molhadas e sem me dar tempo para reagir, roubar-me a toalha e limpar-me as costas.  E é isto. Nem sei que comentário fazer. A minha irmã diz-me que o ter feito anos fez-me mal e que já preciso de ajuda para limpar as costas.

De rastos

E a culpa foi da aula de body jump. Comecei o dia no ginásio, para ter energia para experimentar uma aula nova. Depois de 45 minutos a saltar feita tola em cima do trampolim e a pingar por tudo o que era lado e mais vermelha do que um tomate, lá me restabeleci passados uns minutos e sai do ginásio com aquela sensação boa que se fica depois de fazer exercício. Sai de lá sem me doer nada, com energia e com a sensação de que estava a ganhar alguma resistência e que já não ficava feita num oito sempre que experimentava alguma aula nova ou aumentava a intensidade do exercício.
Pois que agora, passado umas horas da dita aula, estou aqui estendida no sofá com os  joelhos a doerem-me como se tivesse andado a tarde toda às compras em época de saldos, mas em salto alto (nunca passei por tal mas é coisa para ser dolorosa). Esta-me a parecer que a aula foi muito fixe mas rebentou com os meus joelhos. Isso, ou então é do tempo.

New in - Birthday gifts

E tal como prometido, aqui estão algumas das prendinhas que recebi no meu aniversário. Nem todas estão aqui, porque nem todas são materiais. Mais uma vez cheguei à conclusão que há gente que conhece muito bem os meus gostos e que acerta em cheio com aquilo que me deixa a saltar de alegria como uma criança na noite de Natal. E não me venham cá com tretas que toda a gente gosta de receber presentes (se bem que o meu pai contraria um pouco essa regra e não liga absolutamente nada a presentes).
Nunca pedi nada como presente de aniversário desde que sou criança (apenas pedia que o bolo de aniversário fosse bom e tivesse muitas velinhas). Gosto de ver até onde as pessoas me conhecem verdadeiramente e acertam com aquilo que eu gosto ou com aquilo que preciso. Não tem piada nenhuma dizer aquilo que se quer. Assim é desvirtuar a surpresa. Também nunca fiquei à espera que alguém que vem à minha festa me dê alguma coisa. A sua presença é por si um presente (sei que pode parecer frase feita, mas…

Aqui está um passatempo interessante #26

Quem não conhece os sabonetes da marca Ach.Brito? Pois, bem me parecia que toda a gente conhece. Os sabonetes são fantásticos e no blog Vida de Desempregada tem a hipótese de ganhar um kit composto por três fantástico sabonetes desta marca. Para participarem basta ir aqui, seguir as indicações e depois é só esperarem para serem os vencedores.
Boa sorte.

Crónicas de um aniversário prolongado

O aniversário já lá vai. Os festejos foram prolongados durante toda a semana (uma espécie de casamento cigano mas em versão aniversário). Os festejos começaram no sábado anterior, com um jantar a dois no restaurante o Bodegão, na Póvoa de Varzim, seguido de um concerto de Pedro Abrunhosa no Casino da Póvoa. Quanto ao concerto, nada a dizer. Adoro Pedro Abrunhosa e a sua energia contagiante em palco já não é novidade para mim. O que foi novidade foi mesmo o restaurante. Tudo delicioso (nem todas as entradas foram a tempo de serem fotografadas, tanta era a gula), os empregados são super atenciosos e o espaço é muito engraçado.





O concerto



Depois dos festejos a dois, foi tempo dos festejos em família no dia de aniversário propriamente dito. Sete pessoas à mesa, boa disposição, muitas risadas e muita comida boa (assim de repente e olhando para as imagens, até parece que eu gosto muito de doces). Sabe tão bem estarmos entre os nossos, aqueles que nos conhecem desde sempre.



Todos os bolos/so…

25 anos Magnum

Eu não gosto de champagne mas fiquei curiosa para experimentar este magnum. Só espero é não lhe achar muita piada, porque se gostar vai ser uma tristeza dos diabos (é  o problema de todas as edições limitadas: deixam corações despedaçados por onde passam).

Londres dia 5

Não pensem que me esqueci de vos mostrar aquilo que andei a visitar em Londres. Quem sabe se não vos abro o apetite para visitarem a terra de sua majestade. Ainda falta mostrar o roteiro de mais quatro dias, com dicas sobre aquilo que fui vendo.
Nesta quinto dia, e tal como podem ver pelas imagens, fomos brindados com mais um dia fantástico de sol. Mas não se iludam pelo sol porque na rua é bastante frio (tendo em conta que em Março, em Portugal já andamos com roupas mais frescas). Embora os Ingleses pareçam ser imunes ao frio (vi algumas pessoas de havaianas e vestidos primaveris) a coisa não estava para brincadeiras.





National History Museum
Um museu enorme, cheio de gente por todo o lado, mas muito bem organizado. Peguem nos mapas que tem logo à entrada do museu, se não de certeza que vão deixar salas por ver. O museu é mesmo muito grande, mas está muito bem organizado. Tem um pouco de tudo no que toca à vida animal diz respeito. Também tem uma ala ligada à geologia, com salas dedic…

Instagram

Blogs que leio