Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens com a etiqueta bolos e doces

Museu Vivo da Fogaça

No último fim-de-semana, atendendo a que eram os meus últimos dias de férias, aproveitei para ir mais a família desfrutar dos encantos do nosso pais. Repartimos o tempo entre uma cidade que todos gostamos muito (Aveiro) e outra que pouco conhecíamos (Santa Maria da Feira) e foi um tempo muito bem passado. E passeio que se preze, pelo menos para mim, tem de envolver comida boa e novas descobertas. E desta vez a novidade veio de Santa Maria da Feira e dos seus doces tradicionais.
Da última vez que fui a Santa Maria da Feira, por altura de um jogo de futebol do meu Benfica, dei um saltinho rápido a uma pastelaria recomendada por uma amiga para provar os doces típicos da terra - as fogaças e os caladinhos
Desta vez essa pastelaria estava encerrada para férias por isso tivemos de ir à procura de outra (ir a Santa Maria da Feira e não comer uma fogaça é como ir a Roma e não ver o papa e se em Roma eu vi o papa, então em Santa Maria da Feira tinha mesmo de comer uma fogaça). E foi assim q…

O meu estômago bate palminhas

Finalmente encontrei as stroopwaffles! yeahhhhhhhh
Após entrar em nove estabelecimentos comerciais de propósito à procura destas bolachas, depois de ter posto uma amiga em alerta à procura destas bolachas, depois de ter posto o namorado e a irmã na internet a fazer pesquisas à procura, encontrei um único pacote perdido nas prateleiras do Continente. Já tinha ido àquele continente na semana anterior e nada de bolachas mas desta vez encontrei um único pacote ao qual me amarrei logo como se fosse a última coca-cola no deserto! 
Não sei o que me levou a entrar novamente naquele hipermercado; já lá tinha estado e inclusive, a funcionária a quem pedi ajuda na altura disse-me que nunca tinha visto sequer aquelas bolachas e nem tinham em armazém, por isso possivelmente era produto descontinuado. Mas a persistência (e a gula) levaram-me a não desistir.


PS: Estas bolachas do Continente não são tãaaaao boas como as que comi na Holanda mas ficam lá perto. E entre ir novamente à Holanda buscar bol…

E a saga dos stroopwafels ainda não terminou

Depois de ter ido propositadamente a seis hipermercados diferentes à procura dos waffles holandeses, e já a entrar um bocado em descrença, combinei um café com a amiga que me disse que no Continente perto de onde ela mora havia os stroopwafels. Em desespero, combinamos o ponto de encontro.... no dito Continente! Assim não há que enganar, vou com a fonte ao local (sagrado).  
Eu sei que há um milhão de sítios melhores para se combinar encontros com as amigas, eu sei que ninguém precisa de levar com as minhas taras e acessos de gulodice, mas a M. está comigo nesta luta. Ela, que passou a gravidez a comer estes waffles compreende-me e sabe que depois de se provar já não há volta a dar!


Stroopwafel - a saga

Tal como partilhei aqui, desde que cheguei de Amesterdão só penso em Stroopwafels. E como boa gulosa que sou, não me convenci que só voltaria a comer tal maravilha se voltasse a pôr os pés em solo holandês. Assim, parti numa procura desenfreada pela iguaria.  Comecei pelo Lidl, que é o sítio onde tem sempre tudo o que não encontramos nos hipermercados nacionais, mas sai de lá de mãos a abanar (mais ou menos... comprei um chocolate como prémio de consolação!). Estava eu já a deprimir a pensar que se não encontrei lá não encontraria em mais sítio nenhum, até que na terça-feira às onze da noite recebo uma mensagem de uma amiga minha (que lê o meu blog) a dizer que se vendia disto no Continente e no Pingo Doce. E eu nessa noite dormi que nem um anjinho a sonhar que estava a trincar aquela maravilha. Ela garantiu-me que tinha e que se tinha fartado de comer disso quando estava grávida.Por isso, na quarta-feira de manhãzinha estava eu batidinha no Continente a bisbilhotar todos os corredor…

Stroopwafels - uma perdição de origem holandesa

Na minha última viagem a Amesterdão tive o prazer experimentar uma das doçarias típicas dos holandeses: os stroopwafles. Se a gastronomia da Holanda é, no geral, assim para o fraquinho estes wafles conquistaram-me o coração! Só de pensar já estou a sentir palpitações! Basicamente são wafles feitos com duas camadas finas de massa e um recheio de calda espessa (os que provei eram de caramelo). Podem comer assim à esfomeado sem paciência apara esperar ou podem ainda levar ao microondas por uns segundos ou pôr por cima da chávena do chá quente para aquecer ligeiramente a calda e ficar a derreter assim que lhe dão uma dentada.
Como sou boa pessoa e não gosto de esconder as coisas boas desta vida, trouxe uma caixinha desta doçaria para a minha irmã provar e à primeira dentada que ela deu os olhos até reviraram. Agora estamos as duas num dilema: descobrir onde é que se vende disto aqui pelas redondezas. Se entretanto alguém souber, que não seja egoísta e partilhe porque a humanidade (pelo m…

A perfeição existe

Chama-se Éclair de Outono e mora na Leitaria Quinta do Paço. Então eu passo a explicar: é um éclair com recheio de Nutella (e só aqui eu já estava convencida), com cobertura de creme de chocolate branco (que me sabe exactamente ao mesmo do recheio do Kinder Bueno. Vénia para este creme.), com pedaços de chocolate crocante, um mini profiterole recheado com chantilly, maltesers e um quadrado de chocolate negro. Provei esta maravilha no fim-de-semana e desde então não me sai da cabeça. Quem precisar de companhia para ir provar, eu faço o sacrifício de acompanhar as pessoas até lá e provar novamente. Não se apoquentem, eu faço o sacrifício por este bem maior que é dar a conhecer ao mundo o exemplo da perfeição.

De Lili & Companhia Gourmet

As minhas férias de verão este ano foram passadas em Portugal, pela zona Norte, numa espécie de "vá para fora cá dentro". Começaram com oito dias de praia e depois seguiram-se destinos de cidade e de montanha. A maioria dos sítios já conhecia mas não me canso de os visitar. Nesta minha incursão pelo Norte do nosso país, e atendendo a que muitos dos sítios que visitei já os conhecia, aproveitei para conhecer melhor outra coisa que muito me apraz quando estou numa cidade que não a minha - a gastronomia e os restaurantes/pastelarias mais falados. Posso dizer-vos que fui muito feliz em muitos sítios diferentes, gastronomicamente falando.

O primeiro sítio que vos quero falar, e que para muitos de vocês não será novidade nenhuma porque a casa já tem uns bons anos é a loja gourmet "De Lili & Companhia", que fica em Esposende. Fui lá especificamente para comer os pasteis de chila, tão característicos na zona (em Fão também tem uma casa com uns muito bons). Mas não pen…

Desejos de noites de Verão

Apetecia-me tanto um gelado agora, daqueles bem calóricos, enormes, que nos deixam todas lambuzadas mas felizes! Ainda bem que não é hábito cá em casa ter gelados no congelador, senão a esta hora estava a atacá-los.  Sempre ouvi dizer que "o que os olhos não vêem, o coração não sente", mas o meu palato tem memória de elefante e está constantemente a lembrar-me que um gelado agora, enquanto estou aqui a ler estes documentos entediantes para a reunião de amanhã calhava mesmo bem!

Estado da coisa

Quinta-feira, a semana já conta com dois aniversários. Sábado à outro e na próxima semana mais outro (que implica dois jantares em dias diferentes). Por este caminho, ou começo a correr o equivalente a uma maratona 3 vezes por semana ou então corro sérios riscos de ser contratada para fazer publicidade a produtos de emagrecimento (mas como exemplo do "Antes", em versão balofa!).

Bolinhos de coco saudáveis

Fiquei (muito) tentada a experimentar!

Scones

Ando com uma vontade enorme de fazer scones caseiros. Alguém desse lado tem uma receita para lá de maravilhosa e fácil de fazer?

Bolachas de aveia e banana

Desta vez decidi fazer diferente das bolachas que são um sucesso cá por casa (ver receita aqui). Optei por algo mais saudável. O sabor não é tão "guloso" como as anteriores mas pelo menos não fico com (muito) peso na consciência se enfardar meia dúzia assim de seguida.
Aqui fica a receita para quem quiser experimentar:
2 bananas grandes e maduras 2 chávenas de aveia 1 colher de chá de canela 2 colheres de chá de açúcar amarelo Pepitas de chocolate Essência de baunilha
(Isto foi uma experiência por isso, mantendo a base (a banana e a aveia) podem mudar ao vosso gosto. Podem pôr nozes, frutos secos, amêndoa, o que vos apetecer).
Pré-aquecer o forno a 180º. Amassar a banana e adicionar a aveia moída (colocar num triturador até ficar uma espécie de farinha). Misturar a canela, a essência de baunilha e o chocolate. Depois de tudo bem misturado, com as mãos, fazer pequenas bolinhas achatadas e colocar num tabuleiro para ir ao forno. Deixar no forno entre 10 a 15 minutos ou até es…

Molotof

E pela primeira vez consegui fazer um molotof que não se escangalha-se a desenformar. Há truques preciosos e este quem mo deu foi uma amiga. E quem deu à minha amiga foi o tio que tem um restaurante e é ele que faz os doces todos.  E qual é o truque? É deixar apenas no forno por 20 minutos com o forno a 180 graus e depois desligar o forno, abrir ligeiramente a porta e pôr uma faca entre o forno e a porta (para que a entrada de ar seja mínima e gradual) durante pelo menos duas horas (para os mais pacientes podem deixar estar até o forno ficar frio). Antes de saber este truque eu também entreabria a porta do forno até este arrefecer mas como entrava muito ar (mesmo que eu abrisse pouco a porta, era uma abertura superior à que é deixada pela entrada da faca) o arrefecimento era muito mais rápido e o molotof acabava por murchar (e ficar para assim para o feio).  Só vos posso dizer que ao vivo estava ainda mais bonito e com uma consistência maravilhosa. O facto de ter um arrefecimento gra…

Um trabalho delicioso

Dar formação num sítio onde existem também cursos de cozinha é sinónimo de provar em primeira mão iguarias deliciosas feitas por grandes chefes. Já não bastava as festividades estarem à porta para arruinar qualquer tentativa de alimentação saudável, ainda sou tentada com coisas às quais é impossível dizer que não.  Na passada sexta-feira foi umas tapas de pão com tomate seco e azeite e depois doce de abóbora com canela, na segunda-feira foi a vez de enfardar duas fatias de tarte de amêndoa em massa folhada (e só não foi um copinho de vinho do Porto porque não gosto), hoje foi uma deliciosa bola de Berlim com creme que ainda vinha quentinha... Ainda bem que terça-feira foi feriado e que ontem fugi a sete pés para não ter de ser tentada! Eu já sou um bom garfo e gulosa quanto baste. Agora ainda tenho os chefes a perguntar se quero ir provar isto e aquilo... Assim não há quem resista! É quase como dizer ao diabo para não pecar!

Impróprio para cardíacos

Depois de saber da existência desta receita já não há retorno. Já não consigo esquecer que sei disto. Vou ter de experimentar! Vou ter meeeesmo de experimentar. Sou bem capaz de começar a sonhar com isto se não o fizer brevemente!


Podem ver a receita AQUI.

A receita que estava em falta

Mais do que uma pessoa me pediu a receita das bolachas que publiquei aqui. E o prometido é devido. Até porque uma das pessoas que me pediu a receita é uma menina que gosto assim para o muito e que está grávida e eu não quero ser acusada de desejos inconcretizáveis por falta da receita. A vantagem destas bolachas (ou cookies, como lhe quiserem chamar) é que se estiverem guardadas num sítio bem fechado duram muitos dias.


Ingredientes 150 ml de azeite 100 g de açúcar 200 g de açúcar amarelo 2 ovos grandes à temperatura ambiente 245 g de farinha 1 colher de chá de bicarbonato 1 colher de chá de sal marinho ¼ colher de chá de noz moscada 1 colher de chá de canela (eu coloquei quase 2 porque adoro canela) 175 g de flocos de aveia Frutos secos/sementes a gosto (eu já testei 2 misturas diferentes e gostei de ambas: nozes com avelãs, nozes com sementes de sésamo) Pepitas de chocolate

Preparação
1. Bater o azeite com o açúcar até a mistura ficar leve e fofa (cerca de 5 min). 2. Noutro reci…

Ritual de sexta-feira

Longe vãos os tempos em que sexta-feira significava religiosamente sair com os amigos. Os amigos começam a seguir com as suas vidas e uma pessoa segue com a nossa. Com a idade uma pessoa começa a valorizar outras coisas. E saber que me espera uma noite de descanso, sofá, televisão e umas bolachinhas acabadas de sair do forno é coisa para me deixar realizada. E estas bolachas são assim para lá de deliciosas. Faço-as para levar para lanche durante a semana, mas no dia em que as faço vão logo umas quantas. São uma espécie de cookies mas em versão mais saudável: com frutos secos e aveia, açúcar amarelo ao invés de açúcar branco e azeite ao invés de manteiga. Ficam uma delícia.



Engordar pelos olhos

Serei só eu que sempre que vê algum programa de culinária na televisão fica cheia de fome e com vontade de comer este mundo e a cabeça do outro? E ter televisão por cabo não ajuda porque o pecado mora à distância de um clique. Tenho de me afastar do canal 24Kitchen como o diabo foge da cruz. Estou a olhar para a tarte que está a ser feita agora e estou a salivar. E eu nem morro de amores por morangos. Mas até isso me parece um pormenor insignificante!

Só porque amanhã é dia de ir à nutricionista

A minha irmã vive para arruinar qualquer tentativa minha de ser saudável. Nem por amanhã ser dia de ir à nutricionista ela tem isso em consideração. Efetivamente as irmãs mais novas existem para nos desgraçar.  Então não é que vou eu à cozinha à hora do lanche feita pessoa saudável com a intenção de lanchar uma peça de fruta, 2 ou 3 nozes e na loucura duas bolachas Maria e encontro a minha irmã a fazer este delicioso Bolo de Chocolate de Caneca!! Eu bem tento ser saudável mas assim é difícil. Ainda por cima estava tão bom.

Mousse de limão

Querem uma receita super simples, muito fácil de fazer, mega rápido de preparar e deliciosa? Eu dou-vos uma ajudinha para surpreenderem a vossa cara metade ou as visitas inesperadas que aparecem na hora do jantar - mousse de limão. Experimentei a semana passada uma receita nova e já voltei a repetir. Para quem gosta do sabor do limão esta sobremesa é divinal.  Basicamente é colocar uma lata de leite condensado, dois pacotes de natas e o sumo de 3 limões (ou 4 consoante queiram um sabor mais intenso a limão) na liquidificadora, ligar 1 minutinho e está feito a mousse. Se quiserem, podem colocar no frigorífico um bocado para ficar mais fresquinho mas se não tiverem tempo está na mesma pronta a servir. Para tornar a coisa mais bonita podem desfazer bolachas a gosto (já experimentei com bolachas digestivas e com bolachas de baunilha. A próxima experimento com bolachas oreo) e colocar ou no fundo da taça ou por cima da mousse. Ou acrescentar raspas de chocolate, uma folha de hortelã, cere…

Instagram

Blogs que leio