Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens com a etiqueta cinema

Noite de Óscares

Eu já vi todos os filmes que queria ver, já tenho os meus preferidos (e contrariamente a meio mundo, La La Land não é, de todo, o meu preferido), agora é só esperar para ver.










Se fosse eu a decidir:
Melhor filme: O Herói de Hacksaw Ridge
Melhor realizador: Mel Gibson (O Herói de Hacksaw Ridge)
Melhor ator: Casey Affleck, Manchester by the Sea
Melhor atriz: Natalie Portman (Jackie)
Melhor ator secundário: Dev Patel (Lion – A Longa Estrada Para Casa)
Melhor atriz secundária: Viola Davis
Melhor argumento original: Manchester by the sea
Melhor banda sonora: La La Land
Melhor guarda-roupa: Aliados ou Jackie
Melhor fotografia: La La Land ou Animais Noturnos

Há categorias que não vi nenhum dos filmes que estão nomeados. Mas, no geral, vi os principais. Desta lista de filmes que vi, talvez esteja a faltar "Silêncio". Pode ser que em breve o veja (e pelos comentários que fui lendo, poderá estar ali a rivalizar com La La Land ou Animais Noturnos para melhor fotografia).

Em aquecimento para os Óscares

O filme que deixou meio mundo a falar da genialidade de Tom Ford. Há quem seja muito bom em mais do que uma coisa e o Tom Ford é um deles.

Um filme intrigante, com cenas em que quase paramos de respirar à espera do que vai acontecer e com um final que surpreende por não se estar à espera. Um filme que me levou para a Internet à procura de opiniões e justificações. E quando assim é, é porque o filme não nos foi indiferente. Não sei se ainda vão a tempo de o apanhar nos cinemas mas fica a dica para de futuro, se tiverem a oportunidade, de o verem.

Arrival

Òscares à porta é tempo de ver as novidades. Olhando para a lista dos filmes nomeados para as principais categorias nem todos me suscitam assim graaaaande interesse. Comecei por este precisamente por isso (se uma pessoa começa pelos melhores, depois, por comparação, é tudo fraquinho). Um drama de ficção científica, um tanto ou quanto confuso. Para mim, que não sou particularmente fá deste género, não me encheu muito as medidas.

The Pianist

E se no cinema é para ir ver os filmes recentes, em casa é tempo de clássicos.  Que brutalidade de filme. Que soco no estômago.

Dia de ir ao cinema

Quinta-feira é o dia das estreias no cinema e, como tal, ontem foi dia de ir ao cinema. Afinal de contas (e enquanto esta "piada" ainda se aplica) "ainda não tinha ido ao cinema este ano" ahahah. Eu e a respectiva metade tínhamos em mente ir ver um dos filmes nomeados para os Óscares mas quando chegamos lá não nos apeteceu ver nada com uma carga tão pesada e tão sério e o escolhido foi uma comédia. Decidimos pelos atores e deu para arrancar umas boas gargalhadas. Não é, de todo, um filme que vá lembrar para a posteridade (a não ser por ver os Kiss a tocar ferrinhos e cavaquinho e a cantar músicas melosas de Natal) mas é um bom filme para entreter.


Entretanto já estão escolhidos os próximos filmes a ir ver ao cinema: Bleed for this e Manchester by the Sea.

Side Effects

Como é que eu tinha deixado escapar este filme quando ele saiu? O filme é de 2013 e eu só agora é que o vi. Para muitas pessoas este filme pode não ser nada de especial, mas para mim que lido com a doença mental, que lido diariamente com estas questões do foro psicológico este filme é muito interessante. 
Perceber que a doença mental também pode ser "usada" em benefício próprio quando se simulam sintomas, perceber que a informação nas mãos da pessoa errada pode ser uma arma poderosíssima, perceber que o diagnóstico e o rótulo associado tem um peso tremendo. 
Para quem se interessar por estes assuntos, fica a sugestão deste filme. Já que nos próximos dias muitos de vocês vão estar a vegetar no sofá a ver o Sozinho em Casa pela milésima vez, fica aqui uma alternativa (nada natalícia mas muito interessante).

Aliados

Eu não fui daquelas pessoas que entrou em modo fim-de-semana na quarta-feira à noite. Ontem trabalhou-se o dia todo mas isso não me impediu de sair na quarta-feira à noite ou de aproveitar o feriado de quinta-feira até aos últimos minutos. Deu tempo para ir ao cinema, deu tempo para passear, deu tempo para ir ver um espetáculo de música e chegar ao fim do dia morta de cansaço.
Mas voltemos ao cinema. Já muito se falou deste filme (a Jolie já não deve poder ouvir falar dele e a Jeniffer Aniston deve ter adorado o filme) mas cusquices à parte o filme está brutal! Quando dois excelentes atores se juntam num filme que tem como pano de fundo a segunda guerra mundial só podia resultar numa obra de arte.
Que linda história de amor, que excelentes interpretações, que filme fantástico. Nem me vou pôr aqui a dizer que partes é que gostei mais ou a tecer comentários à história porque tenho medo de ser spoiler. Vejam o trailer e corram para o cinema mais próximo porque o filme vale muito a pena.

Inferno

Aqui está o exemplo do que é um livro bem adaptado ao cinema. Já tinha lido o livro o ano passado e adorei (aliás, como quase todos do Dan Brown) e por isso queria muito ver como ia ser o filme. Já estava com saudades de ver o professor Langdon em ação.
No geral o filme é fiel ao livro com uma grande excepção em relação ao vírus. Mas não vou estar aqui a desvendar pormenores da história. Isso deixo para quem for ver. Só dizer-vos que vale muito a pena irem ver este filme ao cinema, e maravilharem-se com as paisagens de Florença. Passei grande parte do filme a relembrar os sítios por onde andei quando fui a Florença o ano passado. O jardim Boboli, a catedral de Santa Maria del Fiore, o Palazzo Vecchio, a Piazza della Signoria, a Ponte Vecchio (os gelados maravilhosos!) e outros tantos espaços.

E sem estarem a contar, acabam por fazer uma viagem na vossa própria memória das viagens numa simples ida ao cinema.

A rapariga no comboio

Na quinta-feira estreou nas salas de cinema o filme "A rapariga no comboio". Baseado no livro que tanto sururu causou este ano, estava toda a gente curiosa para ir ver. Eu, que li o livro, não era excepção e ontem lá fui.

O filme é bastante fiel ao livro (óbvio que salta algumas partes. como acontece com todos os filmes que são baseados em filmes) salvo um ou outro pormenor que não afecta em nada a história (como é exemplo a nacionalidade do psicólogo). Para quem não leu o livro o início pode ser um bocado confuso. Fui com um gripo de amigos que não tinham lido o livro e ao intervalo os comentários eram "não estou a perceber nada...", "que confusão!" mas no final, depois de tudo revelado e de todas as conexões feitas, todos gostaram.
Fica a sugestão para o fim de semana ;)

A vida secreta dos nossos bichos

Quem disse que os filmes de animação são só para crianças? Eu gosto bastante de me perder num bom filme de animação. E este prometia muito. Tinha visto o trailer ainda antes de chegar aos cinemas e disse logo "quero muuuito ver este filme" e finalmente vi-o. O filme prometia muito, ainda por cima sendo dos mesmos produtores de "Gru - o Maldisposto", mas sinceramente fiquei um bocado desiludida. A história foi muito básica e o trailer foi muito bem feito porque reúne, a meu ver, as melhores cenas do filme. Uma pessoa vê o trailer, cria grandes expectativas e depois no final fica assim um bocado para o desiludida, à espera de mais...
Ver o trailer aqui.

The shallows

Se inveja matasse eu já estava mais seca que um bacalhau. Passar um filme todo a levar com a Blake Lively em cima não é pêra doce. A mulher é boa nas horas, bonita e só para meter nojo é boa no que faz e este filme (drama/thriller) é todo ela.  Estavam à espera que eu entrasse em grandes divagações técnicas sobre o filme, o que mais gostei, o que mais me chamou a atenção e mais não sei o quê? Simples, eu respondo rapidinho: ela, a boazona-mete-nojo-badalhoca da Blake Lively que passa o filme quase todinho em bikini (aqui sou capaz de ter despertado a atenção da ala masculina...).

The conjuring 2

Primeira informação a dar: eu não gosto de filmes de terror. Segunda informação a dar: fico sempre de pé atrás com filmes que metem ficção cientifica ou coisas paranormais. Feito os esclarecimentos iniciais vamos lá falar sobre o último filme que vi (The Conjuring 2), que é um filme de terror e que mete ficção cientifica e cenas paranormais... Já tinha visto o 1 e como gosto tanto destes filmes já não me lembro sequer da história do primeiro. Por isso, e como tenho memória curta, bora lá ver o segundo num serão em que não havia vontade para sair de casa. 
Embora o filme tenha muito boa classificação (IMDB e afins) não acho que seja assim para lá de espectacular (mesmo para quem não gosta de filmes de terror e se assusta com facilidade, tem cenas previsíveis). A história é mais do mesmo, com alguns assuntos cliché (como é o caso do binómio paranormal-igreja). O interessante desta história é saber que é baseada numa história verídica. Para mim o melhor de tudo neste filme é a interpret…

Cinema

E mal olhei para esta imagem vi-me imediatamente a mim no cinema.
Malditas das pipocas que parece que desaparecem sozinhas, que quando dou conta já estou quase a ver o fim do pacote! Não compreendo o que se passa... eu até como devagar!

War Dogs

Fenomenal. É só o que tenho a dizer sobre este filme. Não será certamente um filme para os Óscares nem um filme que iremos lembrar daqui a quinze anos mas é um filme que nos deixa a pensar no agora. Um filme inspirado numa história verídica (vá, algumas partes mais ficcionadas, mas a base é real) que mostra um pouco como funciona o mundo do armamento. Durante o filme ainda dá para arrancar algumas gargalhadas. Recomendo vivamente a quem estiver a pensar ir ao cinema nos próximos tempos. E para quem diz que nesta altura não há filmes de jeito para ver, aqui está um que contradiz essa teoria.

Me before you

Um filme que tem a minha cara e que gostei bastante. Um romance lamechas, com cenários bonitos, um casal fofinho e uma história triste. E pronto, contento-me com histórias simples. Quem se junta a mim neste tipo de filmes? E já agora, sugestões de mais filmes deste tipo para eu ver nas férias? (É que nesta altura do ano o meu cérebro também entra em versão férias e não está para trabalhar muito em filmes que exigem grande raciocínio!).

Cell

Alguém por esses lados que já tenha visto este filme, com John Cusack e Samuel L. Jackson? E então, o que acharam? A que conclusões chegaram? Conseguem-me dar uma breve explicação do filme, sobretudo do final? É que, ou eu sou muito limitadinha na compreensão ou então este filme é muito à frente e cada um que pense o que quiser. E eu não gosto muito de chegar ao fim de um filme e ficar com a sensação que não percebi muito bem o que ali se passou (aquilo a que se chama "ficar a saber o mesmo").

Filmes para entreter

Nem sempre apetece ver filmes extremamente elaborados, com grandes lições e filosofias, filmes rebuscados e densos. Há alturas em que apenas nos apetece ver filmes básicos e ligeirinhos, daqueles que não é preciso pensar e que ainda dá para rir um bocado. Não precisam ter uma pontuação no IMDB assim para o espectacular. Que venham as comédias e as histórias lamechas. Nessa onda, os últimos três escolhidos foram estes e olhem que até gostei mais do que as expectativas iniciais do primeiro e do segundo. O terceiro é mais para o fraquito mas para entreter e passar o tempo serve para o efeito.  E agora não sejam envergonhados e partilhem lá os vossos últimos filmes banais que viram (só para eu tirar ideias para os próximos).


Mais um dia a chover e monto o presépio

Não deve haver nenhum Português, sobretudo cá para o Norte que tenha saudades de chuva ou vento. Ando fartinha de sair à rua e levar com chuva nas trombas, vento e frio. Não apetece fazer nada, não apetece sair de casa e o meu humor anda pelas ruas da amargura. Qual é a solução? Ir ao cinema e ver filmes em casa! Assim não tenho de andar à chuva, não tenho de andar a levar com vento e frio como se estivéssemos em Dezembro.  Vi um pouco de tudo: suspense, drama, romance, comédia... Em tempos de guerra não se limpam as armas que é como quem diz, com um tempo de merda vê-se tudo o que aparece à frente.










E no meio de tanta mixórdia, uns surpreenderam pela positiva, outros cairão no esquecimento e outros ainda estou a digerir para saber se são bestiais ou uma bosta. E assim são os dias de chuva e frio por este lado.

A força da verdade

Um drama baseado numa história verídica que conta a história de um médico neuropatologista que enfrenta a NFL devido a uma descoberta que poderá vir a salvar muitos jogadores. Mais um excelente interpretação de Will Smith e de Alec Baldwin. Adorei este filme. Prende-nos do início ao fim e mostra-nos o lado de manipulação, corrupto e obscuro do desporto.
Ver trailer aqui.

Ps: é impressão minha ou o Will Smith fez qualquer coisa à cara? Aquilo não está como de costume...

Numa de super-heróis

Eu que não sou muito dada a filmes de super-heróis dei por mim, em menos de 15 dias, a ir ao cinema ver dois filmes de super-heróis. O primeiro que fui ver foi o Deadpool. E por incrível que pareça até gostei. Ri-me bastante e achei a história com cabeça, tronco e membros. Os diálogos (e os monólogos) estão bem conseguidos e a imagem é muito boa.


Como até achei piada a Deadpool , e como a minha irmã e o meu namorado queriam muito ir ver o Batman Vs Superman pensei "Porque não?". Devia ter ficado por ai... Não gostei do filme. Achei confuso, certas partes muito rebuscadas e com algumas personagens a aparecerem sem qualquer propósito. Eu admito que não tenho grande cultura ao nível de super-heróis e que isso influencia a opinião que tenho deste tipo de filmes. Mas as outras duas pessoas que foram comigo, e que adoram este tipo de filmes, também não ficaram nada surpreendidos.



Instagram

Blogs que leio