Avançar para o conteúdo principal

Montanha russa



Comecei o fim-de-semana de uma forma não muito positiva. Saber que ia ter de pagar IRS não é notícia que uma pessoa festeje. Praguejei, reclamei, passaram-me uma série de nomes feios para insultar a entidade (no abstrato) mas depois passou.
Entretanto no domingo o Benfica foi campeão. E como sempre ouvi dizer, quando o Benfica ganha, deixa de se ouvir falar em crise e em desgraças no pais. E assim aconteceu. Esqueci o IRS, festejei e senti o que era festejar um bicampeonato.
Entretanto, mesmo antes de saber se o Benfica seria ou não campeão no Domingo, fui à Casa do Benfica no Sábado comprar bilhetes para ir ver o glorioso à luz na última jornada. Só faltava saber se era ainda para sofrer ou só para festejar. Não havia ainda data para o jogo, mas atendendo às últimas seis épocas, a última jornada foi sempre ao Domingo. 
No próximo Sábado tenho o casamento de um amigo de longa data mas sempre acreditei que o jogo seria no Domingo. Eu, o meu namorado e a minha irmã quisemos acreditar que era no Domingo. Bilhetes para o jogo comprados, bilhetes de comboio comprados e ontem sai o calendário para a última jornada e o jogo é no Sábado. E mais uma vez praguejei, reclamei e lembrei-me de uma série de nomes feios para insultar a liga por ter posto o jogo no Sábado.
O Benfica já não é BiCampeão há mais de trinta anos (ainda eu não era nascida). No ano em que o Benfica é BiCampeão e que eu compro o bilhete para ir festejar tenho um casamento no mesmo dia.!Ninguém merece! Fica a consolação de saber que estive Domingo no estádio a sofrer mais de noventa minutos mas a festejar no final. A sentir o manto Benfiquista, a ver a garra daquela equipa a ser compensada, a estar perto daqueles jogadores e tudo isto na minha cidade (só lamento tudo aquilo que foi externo ao jogo e que veio manchar aquilo que poderia ter sido uma festa bonita).

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Pandora - como limpar

Para quem tem peças da Pandora, ou mesmo sem ser da Pandora mas sendo de prata já se foi apercebendo que com o uso as peças vão perdendo o brilho e ficando mais escuras devido a sujidade que se vai agarrando às pratas e devido também à transpiração ou ao mau uso das mesmas. É preciso termos alguns cuidados quando usamos pratas. 
Em conversa com um funcionário extremamente simpático e profissional da loja Pandora no BragaParque (Braga) reuni algumas dicas para partilhar convosco e aumentar a durabilidade das vossas peças no que concerne ao brilho e à limpeza. Algumas dicas são óbvias: não borrifar perfume diretamente sobre as peças, quando se usa cremes deixar a pele absorver totalmente o creme e só depois pôr as pulseiras/anéis/colares, não tomar banho com as pratas porque os champôs/gel de banho podem ter um PH que não sendo neutro pode afetar as pratas. Outra dica é quanto à limpeza que se pode fazer em casa. Antes de correrem a mandar fazer uma limpeza das peças ou mandar poli-las…

Apesar do roupeiro cá de casa já estar cheio, é capaz de ainda haver espaço para esta camisola...

Se eu não vos dissesse de onde é esta camisola, possivelmente apontariam para uma das lojas de fast fashion habituais, com um preço que não ultrapassaria os 40€. Uma camisola normal, que novas e velhas usariam e que, com os dias frios a aproximarem-se seria uma mais-valia no guarda-roupa de qualquer uma... Pois bem, esta simples camisola é de cashmere, da marca Céline e custa a módica quantia de 1200€ (!!!!!). Por este preço desconfio que na compra da camisola oferecem uma viagem em regime de tudo incluído durante 5 dias. Estou tentada a comprar só para ver qual é o brinde... Para quem também estiver curiosa(o) com o brinde, o link da compra é aqui.

Desabafo pessoal

Uma semana depois de ter voltado ao trabalho e já estou a precisar de férias. Era tanto assunto pendente para tratar (por causa de ter estado 15 dias out em lua-de-mel) que só hoje é que me comecei a organizar no meio de tanta coisa. Só hoje é que comecei a ver a luz ao fundo do túnel face aos muitos e-mails por responder/tratar, relatórios para corrigir, consultas para preparar e dar, estagiários para supervisionar e afins.  Entretanto, quando meter a chave à fechadura lá em casa vou perceber que o caos ainda está instalado lá por casa, ainda há muitas caixas por arrumar, ainda há muitos armários por organizar, ainda há muitas coisas para comprar para que a nossa casa deixe de ser uma casa e passe a ser um lar.  Claro que, com este cenário, é óbvio que assim que eu me estendo no sofá para ver um filme ou uma série, ainda nem o genérico terminou e já eu estou a dormir (e só não me estou já a babar porque o sofá é novo e é capaz de ficar manchado...).

Instagram

Blogs que leio