Avançar para o conteúdo principal

Até já


Nunca gostei de despedidas. Sejam elas de que tipo for. Despedidas de pessoas ou de lugares, temporárias ou definitivas nunca gostei da palavra despedida. Por isso é que prefiro sempre despedir-me com a ligeireza de quem se voltará a ver muito em breve. Seja esse breve daqui a meia dúzia de dias, meses ou indefinido. Não é que não tenha consciência das separações, do tempo que irá demorar até ao próximo abraço, ao próximo olhar, ao próximo sorriso. Apenas é a minha maneira de não tornar tão custosa a separação.

Boa viagem Su a até já.

Comentários

  1. :)))) até ja;p ja falta pouquinho para nos vermos outra vez, o tempo passa muito rapido...mas também detesto despedidas e por muitas despedidas que faça nunca m vou habituar a elas, ha sempre aquela lagrimazinha no canto do olho quando sentimos que vamos partir e deixar as pessoas que gostamos, deixamos tambem uma parte de nos, que reencontro a cada vez k vou a portugal, reencontro o verdadeiro eu, o verdadeiro sorriso, os verdadeiros amigos a verdadeira familia:)))) mas prontos a vida é mesmo assim, ja alguem me dizia ' na vida nao podemos ter tudo o que queremos', é triste mas é a realidade;p

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

O (meu) casaco perfeito

Já há muuuuito que andava atrás de um casaco compridão, daqueles que só se vê mesmo um bocadinho da perna mas estava difícil encontrar: ou não gostava do modelo (a maioria pareciam sacos de batatas de tão largos que eram), ou na gostava do tecido, ou era a cor, ou era o corte... havia sempre qualquer coisa. Até que no passado fim-de-semana, numa ida relâmpago ao outlet de Vila do Conde bati de caras com este sobretudo (na loja Pull&Bear)  e nunca mais o larguei. Era exactamente este modelo que eu queria, esta fazenda, a cor, com forro, e melhor que tudo... custou 10€! Digam lá se eu não sou boa a fazer achados! Não é todos os dias que se encontra o sobretudo perfeito ao preço da chuva!

O meu novo melhor amigo desde que tenho um cão dentro de casa

De há uns meses para cá, eu e este objeto temos sido grandes amigos. Amigos ao ponto de ponderar começar a andar com ele na bolsa atrás de mim, sobretudo quando ando com roupas escuras. Por mais que eu passe o rolo na roupa antes de sair de casa, há sempre um ou outro pêlo do sr. Benny mais resistente que fica... e eu que não gosto nada de ver roupa com pêlos!!!

Bad Genius

Para fugir um pouco aos filmes ditos "comerciais", optei por este filme tailandês, para ocupar uma manhã em que a pestana abriu duas horas antes do despertador tocar. Comecei sem qualquer expectativa a ver o filme e mais com aquela ideia de "é só para ocupar o tempo até serem horas de me levantar" e acabei por gostar bastante do filme. Quando fui, por curiosidade, ver a classificação no IMDB percebi que não fui só eu a gostar do filme (7.8 em 10 é muito bom!).
Baseado em factos verídicos, conta a história de uma jovem sobredotada que, em conjunto com outros colegas e sobretudo com o seu rival, monta um esquema para copiar nos testes e nos exames de acesso à universidade, ao ponto de ganhar uma pipa de massa com esse esquema. Para quem quiser saber mais pode ver aqui.

Instagram

Blogs que leio