Avançar para o conteúdo principal

Alguém me ensina como acertar o relógio interno?

 


Ando há mais de uma semana a acordar todos os dias antes das 6.30h da manhã. Isto até não seria grave se tivesse um propósito, mas não! Simplesmente chego aquela hora e abro a pestana! Não é porque o despertador toque, não é porque tenho nada que me ande a tirar o sono, não é porque haja barulho a essa hora que me faça acordar é simplesmente porque não consigo dormir mais, independentemente da hora a que me deite.

Já experimentei ir para a cama mais tarde e o cenário é o mesmo, com a agravante que depois ando o dia todo a arrastar-me (ainda mais). E isto chega a ser frustrante. Durante a semana uma pessoa quer aproveitar todos os minutos antes de o despertador tocar para estar fresca que nem uma alface todo o dia, a trabalhar de forma concentrada e com rendimento. Ao fim-de-semana queremos dormir como uma preguiça e dar-nos ao luxo de não ter hora marcada para sair da cama, para depois ter energia suficiente para aproveitar o fim-de-semana, fazer programas diferentes, estar com os amigos, andar por ai só porque sim alegre, contente e acordada! Mas com este panorama, tudo o que me apetece é deitar-me na cama e dormir, independentemente do dia da semana que seja, da temperatura que se faça sentir e dos planos que hajam para o dia.

Eu sei que para muita gente, acordar às 6.30h é habitual mas eu antes da meia noite nunca estou a dormir e durante a noite acordo um sem número de vezes o que me impede de ter um sono reparador. Por isso, era bom que alguns dias eu conseguisse dormir mais um bocadinho ou, na loucura, ao fim-de-semana eu não acordasse antes das 8h da manhã. O problema é que não sei como acertar o (meu) relógio!

Comentários

  1. Não te posso ajudar. Passei uma semana assim, a que se seguiram 3 noites inteirinhas sem pregar olho. Tive de tomar um comprimido para dormir. A partir daí regulei tudo.

    ResponderEliminar
  2. Eish! Quando descobrires diz-me! Eu não acordo às 06h30, mas às 07h15 já estou em modo "on" e não me apetecia =P =P Acho que é do caloooooooooooooor!!

    Um beijinho dourado

    ResponderEliminar
  3. No meu caso, quando acordo de noite e me ponho a pensar em trabalho, é meio caminho andado para não pregar olho em condições o resto da noite. E odeio estar na cama e não adormecer. Quanto mais me interrogo sobre o porquê de não adormecer, menos sono tenho e disperso logo. Odeio quando isso me acontece!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

A vida secreta dos nossos bichos

Quem disse que os filmes de animação são só para crianças? Eu gosto bastante de me perder num bom filme de animação. E este prometia muito. Tinha visto o trailer ainda antes de chegar aos cinemas e disse logo "quero muuuito ver este filme" e finalmente vi-o. O filme prometia muito, ainda por cima sendo dos mesmos produtores de "Gru - o Maldisposto", mas sinceramente fiquei um bocado desiludida. A história foi muito básica e o trailer foi muito bem feito porque reúne, a meu ver, as melhores cenas do filme. Uma pessoa vê o trailer, cria grandes expectativas e depois no final fica assim um bocado para o desiludida, à espera de mais...
Ver o trailer aqui.

Quando os nossos animais não estão bem...

Sábado o meu Boguinhas (cão mais velho) pregou-me um susto e começou a sangrar pelo nariz. Ele já tem 14 anos e eu sei que nada é eterno mas pensar na finitude de alguém que esteve presente em quase metade da minha existência é coisa que faz mexer até às entranhas. Desde então, qualquer movimento ou barulho atípico estou logo em estado de alerta.
Ontem o Benny (o meu cão mais novo), do nada, vomitou! Mias uma preocupação! Tenho passado os últimos tempos com o coração nas mãos e sempre preocupada com os cães. Quem me manda a mim gostar de cães! 
E se isto é assim com cães, se um dia eu tiver um filho, acho que nem vou conseguir respirar!

Despedida de solteira (sem voz)

Estes últimos dias é sempre roda no ar. É despedida de soletira de uma amiga de curso, é o casamento dessa amiga, é festejos do Benfica, é festejos da Eurovisão, é jantares de amigos, é despedida de solteira de outra amiga, é mais outro casamento dessa outra amiga, mais aniversários... Até fico cansada só de enumerar.
Hoje há mais uma despedida de solteira e eu vou em versão afónica. E não foi dos festejos do Benfica. Até podia ter sido mas nesse dia estava num casamento e tive de ser comedida a extravasar a alegria que só Benfiquista compreende. 
Ontem comecei a ficar rouca e hoje estou sem voz e só vos digo que tem sido um sem número de situações caricatas. Sou eu a querer repreender algum dos meus cães porque estão a fazer asneira mas eles não me ouvem. São as pessoas que me ligam e mal me percebem porque eu só consigo grunhir uns barulhos estranhos. É eu ir a casa de um familiar, tocar à campainha e quando me perguntam quem é tive de fazer um esforço monumental para conseguir faz…

Instagram

Blogs que leio