Avançar para o conteúdo principal

A polémica da viagem de finalistas

Como toda a gente já ouviu em trezentos e vinte e sete sítios diferentes, as viagens de finalistas típicas por esta altura do ano voltaram a dar confusão. Quanto aos motivos que estão na base destes comportamentos, aos padrões de educação de hoje em dia e mais uma série de questões sociológicas que se colocam não me vou pronunciar. Já muito foi dito sobre isso e eu não quero tornar este espaço um sítio chato, que obriga as pessoas ao final de um longo dia de trabalho a terem um raciocínio crítico sobre algo.
Apenas vou partilhar convosco o discurso de um jovem exibido ontem num dos jornais da noite, em que a mente iluminada proferiu orgulhosamente o seguinte discurso:

- "Já ando cá à 3 anos e sempre correu tudo bem"

Pois... se calhar o que não corre tão bem é tu já seres finalista à 3 anos consecutivos...

E posto isto, vou chorar um bocado, bater com a cabeça contra a parede e pensar porque é que eu não aproveitei a vida de estudante como deve ser. Se o tivesse feita, a esta altura ainda era estudante e não tinha de me preocupar com as coisas chatas da vida, tipo o IRS, as contas para pagar, as responsabilidades, os prazos para cumprir...



Comentários

  1. Não sou nenhuma santa, mas, certamente, se fosse meu filho já tinha ido trabalhar. Fiz a licenciatura nos 5 anos da altura. Os meus pais davam-me 6 para a fazer (admitiam que reprovasse um ano), caso contrário cortavam o financiamento.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Os interiores para o grande dia #2

Mulherio desse lado, o que me dizem deste robe para o grande dia? Não queria o típico robe branco, de cetim, curto e a dizer "bride" nas costas (que me desculpe quem acha piada a isso, mas eu acho só piroso!). Embora não me vá pôr cheia de rendas e transparências, porque no dia é capaz de não dar muito jeito (com a quantidade de pessoas que vai andar à minha volta... maquilhadora, cabeleireira, fotógrafos, família, ...), este até achei piada e, a pensar já lo lado rentável, vejo-me a usá-lo depois.

Os interiores para o grande dia

Na procura da lingerie perfeita para o grande dia, acabei por chegar a uma conclusão: a lingerie é exatamente igual à lingerie sem ser para noiva, com o único pormenor da cor (que anda invariavelmente à volta dos brancos, pérolas e rosa seco), mas o preço é três ou quatro vezes superior. Então se formos para robes e chinelos de quarto, a coisa dispara absurdamente...
A título de exemplo, deixo-vos este robe da marca La Perla. Se calhar sou eu que sou muito forreta, mas 958€ (!!!!!) por um robe parece um pouquinho exagerado (a menos que o interior do robe seja forrado a notas)...
Assim de repente, e por 958€ há uma lista infindável de outras coisas muito mais interessantes para investir o dinheiro do que um simples robe (que se procurarmos bem nas lojas do costume, somos capaz de encontrar algo muito semelhante por menos de, vá... 50/60 euritos. E mesmo a esse preço já somos capazes de achar um bocado carote).

Eu bem digo que cães e crianças pequenas é (quaaaase) a mesma coisa

Sobretudo na hora de ir para a cama! 
Se os pais se queixam que depois de terem filhos perdem espaço na cama porque os filhos lhes invadem a cama ocupando mais de metade do espaço, isso é porque não tem nenhum labrador que prefere dormir na cama da dona do que na cama dele e que gosta de se deitar na horizontal em cima das almofadas ou então em cima da dona em versão botija de água quente gigante. Se em dias de frio isso até tem uma parte boa, o que é certo é que às vezes até fico com as pernas dormentes de não me conseguir mexer. E olhem que a minha cama é de casal e há espaço mais do que suficiente para mim e para o cão, mas ele gosta de proximidade, muuuuita proximidade...




Instagram

Blogs que leio