Avançar para o conteúdo principal

Coisas de mulher

 

Deus me dê paciência para a tarde de hoje. E não, não estou a falar das limpezas da Páscoa, de reuniões chatas ou trânsito caótico... estou a falar de uma ida à cabeleireira! Eu que não sou grande apreciadora de desperdiçar tempo em cabeleireiras, de vez em quando lá tenho de me render e enfiar lá o esqueleto. Hoje será o dia.

Quando fui marcar, marquei para as 14h (e achar que a meio da tarde estava despachada) e depois de conversar com a cabeleireira sobre o que queria fazer ela faz o seguinte comentário: 

- "não marques nada até às 19h porque antes dessa hora não estás despachada..."

Como? Ouvi bem? 5 horas na cabeleireira?! Mas parece que sim, que ainda oiço bem e hoje vai ser uma tarde de tortura. Atendendo às horas que lá vou passar bem que poderiam pensar que vou cortar o cabelo, pintar, fazer um alisamento progressivo, mais uma hidratação e ainda ponderar uma permanente, mas não... apenas vou cortar e fazer madeixas ombré. Mas como a minha cabeleireira é super profissional e perfecionista, não faz nenhum trabalho a despachar e está ali uma eternidade à nossa volta.

Resta-me de consolo saber que depois de tanta tortura vou ter um jantar a dois, num restaurante que há muito queríamos ir para experimentar (dizem) um sushi de ir aos céus.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

A vida secreta dos nossos bichos

Quem disse que os filmes de animação são só para crianças? Eu gosto bastante de me perder num bom filme de animação. E este prometia muito. Tinha visto o trailer ainda antes de chegar aos cinemas e disse logo "quero muuuito ver este filme" e finalmente vi-o. O filme prometia muito, ainda por cima sendo dos mesmos produtores de "Gru - o Maldisposto", mas sinceramente fiquei um bocado desiludida. A história foi muito básica e o trailer foi muito bem feito porque reúne, a meu ver, as melhores cenas do filme. Uma pessoa vê o trailer, cria grandes expectativas e depois no final fica assim um bocado para o desiludida, à espera de mais...
Ver o trailer aqui.

Quando os nossos animais não estão bem...

Sábado o meu Boguinhas (cão mais velho) pregou-me um susto e começou a sangrar pelo nariz. Ele já tem 14 anos e eu sei que nada é eterno mas pensar na finitude de alguém que esteve presente em quase metade da minha existência é coisa que faz mexer até às entranhas. Desde então, qualquer movimento ou barulho atípico estou logo em estado de alerta.
Ontem o Benny (o meu cão mais novo), do nada, vomitou! Mias uma preocupação! Tenho passado os últimos tempos com o coração nas mãos e sempre preocupada com os cães. Quem me manda a mim gostar de cães! 
E se isto é assim com cães, se um dia eu tiver um filho, acho que nem vou conseguir respirar!

É sempre a andar

Quem diz que os fins-de-semana servem para descansar é porque não tem vida social. Ou então eu nestes últimos tempos é que tenho uma vida social muito violenta! Já há mais de um mês que chego à segunda-feira mais cansada do que a maioria das pessoas chega à sexta-feira depois de uma semana de trabalho. E se por um lado adoro estes fins-de-semana super preenchidos, cheios de planos e coisas para fazer, por outro chego a sonhar com uma tarde ou um serão sem nada marcado, só para poder ficar estendida no sofá. Ninguém me obriga a andar sempre de roda no ar mas na hora H não consigo dizer que não a um bom programa. E se por um lado isto é cansativo, por outro lado estes fins-de-semana preenchem-me a alma. Aquelas pessoas que andam o ano todo à espera das férias para poderem aproveitar as 24 horas do dia, aquelas pessoas que nem no Verão se permitem deitar mais tarde com o pretexto da segunda-feira  de trabalho que está à porta, aquelas pessoas que dizem que à sexta-feira tem de ficar em …

Instagram

Blogs que leio